Cooperativa de laranja lima é destaque em Alagoas
CI
Agronegócio

Cooperativa de laranja lima é destaque em Alagoas

Por:
A citricultura alagoana está concentrada na região do Vale do Mundaú, especialmente nos municípios de Branquinha, Ibateguara, São José da Laje, União dos Palmares e Santana do Mundaú. O vale é o maior centro de produção cítrica, com cerca de 90% da produção estadual. E a Cooperativa dos Produtores de Laranja Lima do Vale do Mundaú (Cooplal), que fica em Santana do Mundaú vem se destacando não só em Alagoas, mas em nível nacional como um dos maiores produtores de laranja Lima.


A Cooplal foi criada em junho de 2002 e hoje conta com 53 cooperados e mais de 100 associados. O objetivo inicial era comercializar o produto de Santana do Mundaú, mas os cooperados acabaram descobrindo o mercado dos sucos congelados que é novidade, já que o normal não é fazer sucos com esse tipo de laranja. Atualmente, a Cooperativa tem capacidade para produzir 600 litros do produto por hora.

O presidente da Cooperativa, Antônio Carlos Souza depois de visitar o estado da Bahia, resolveu apostar no que muitos moradores já acreditavam, fazer suco de laranja lima com limão Taiti. “As melhores laranjas seguem para ser comercializadas nos supermercados de Maceió, Garanhuns e Recife. Já as sobras, que antes eram desperdiçadas, resolvemos fazer os sucos congelados. E hoje é sucesso”. Destacou Antônio Carlos.


Hoje os sucos congelados, depois que recebem embalagens de 500 ml, tem validade entre 4 e 6 meses. E vendido para o Mesa Brasil, que é uma rede nacional de solidariedade contra o desperdício, do Sesc e também para associação de bairros de comunidades carentes, cadastradas pelo programa Federal “Brasil sem Miséria”. Distribuído pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Na Cooplal nada se perde, tudo se transforma. O bagaço da laranja é transformado em ração para os animais.

De acordo com Márcia Túlia Pessoa, superintendente da OCB/SESCOOP-AL, a Cooplal é uma cooperativa relevante para o estado de Alagoas. Já que tem contribuído para a inclusão sócio econômica de muitas famílias com a união de esforços conjuntos, conseguiu com maestria se resgatar das enchentes ocorridas em 2010, um momento que mobilizou todas as cooperativas do estado em prol de atenuar o impacto ocorrido na vida da comunidade. “A OCB tem acompanhado a evolução da Cooplal e se mantém disposta a contribuir para a construção do saber coletivo e fortalecimento do empreendimento”. Destacou Márcia Túlia.


APL

Na região do Vale do Mundaú, também existe um APL da Laranja no Vale do Mundaú, que é Coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento e do Orçamento (Seplande) em parceria com o Sebrae/Al, e abrange cinco municípios localizados na Zona da Mata Alagoana.

Com uma estratégia de atuação voltada a mobilizar ações coletivas e integradoras para gerar renda e emprego, direcionadas para a promoção do desenvolvimento dos micros e pequenos negócios, o Arranjo Produtivo Local da Laranja Vale do Mundaú ostenta uma produção de 220 mil toneladas por ano, com uma renda anual de R$ 139milhões, ocupando mais uma vez o primeiro lugar do país, batendo o próprio recorde.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink