CTNBio se nega a avaliar contaminação por transgênicos

Agronegócio

CTNBio se nega a avaliar contaminação por transgênicos

Sob a justificativa de que não havia elementos técnicos necessários, a CTNBio não quis avaliar uma nota técnica feita pela Secretaria de Agricultura do Paraná
Por:
425 acessos

Sob a justificativa de que não havia elementos técnicos necessários, a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) não quis avaliar uma nota técnica feita pela Secretaria de Agricultura do Paraná em que é comunicada a contaminação de lavouras de milho com espécies transgênicas no Estado. O pedido de análise havia sido feito por organizações não-governamentais (ONGs) e reforçado por representantes do Ministério do Meio Ambiente na comissão.

No entanto, para a maioria dos integrantes da CTNBio a nota era genérica e não trazia elementos necessários para uma discussão científica. A nota da secretaria do Paraná aponta a contaminação de lavouras de milho e atribui o problema à falha de fiscalização. Para entidades ambientais, a notificação põe em dúvida a eficácia da resolução da CTNBio, que fixa uma faixa de segurança entre a lavoura transgênica e a não transgênica.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink