Embrapa Amapá aprova projeto de cooperação técnica com país da África
CI
Agronegócio

Embrapa Amapá aprova projeto de cooperação técnica com país da África

Atividades serão iniciadas no início de 2011 e terão duração de dois anos
Por: -Janice
A Embrapa Amapá vai implementar, a partir de 2011, um projeto de cooperação técnica internacional firmado com Burkina Faso, país localizado na região oeste da África e atualmente um dos dez mais pobres do mundo. Trata-se de uma das seis propostas aprovadas na Plataforma África-Brasil de Inovação Agropecuária que, juntas, receberão 480 mil dólares e constituem um exemplo do potencial internacional da Embrapa, neste caso com a Embrapa Amapá contemplada. O projeto tem como título ”Estudo da ecologia e potencial nutritivo de espécies de árvores nativas usadas em comunidades locais em Burkina Faso e Amazônia brasileira: uma estratégia para segurança alimentar e conservação no contexto das mudanças climáticas”.

De acordo com a coordenadora do projeto, pesquisadora Ana Euler, as atividades serão iniciadas no início de 2011 e terão duração de dois anos. Neste período, pesquisadores da Embrapa Amapá, da Embrapa Amazônia Oriental (Pará) e do Centro Regional de Pesquisa Ambiental e Agrícola de Burkina Faso atuarão em cooperação para desenvolver principalmente quatro atividades: mapeamento participativo dos recursos naturais (produtos florestais não-madeireiros) usados pelas comunidades do Amapá e de Burkina Faso para a alimentação, avaliação do potencial nutricional destes recursos naturais (frutos), propagação vegetativa dos recursos naturais e intercâmbio de políticas públicas para o extrativismo e manejo no contexto da África. “Os pesquisadores de Burkina Faso deverão vir quatro vezes ao Amapá e também a outras localidades do País onde a Embrapa mantém
pesquisas relacionadas ao foco do nosso projeto”, explicou Ana Euler, que junto à equipe brasileira também viajará ao país africano para conhecer de perto a realidade de Burkina Faso e apoiar a implementação do projeto.

O projeto da Embrapa Amapá faz parte da lista dos 61 que foram apresentados à Secretaria de Relações Internacionais da Embrapa, para receber recursos da Plataforma África-Brasil. Dos 61, um total de 20 foram pré-selecionados, sendo três do Amapá: dois da Embrapa Amapá e um do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (IEPA). Os três projetos têm relação direta com pesquisas que a Embrapa Amapá já realiza com manejo de produtos florestais não-madeireiros.

  Pesquisadora Ana Euler coordena o projeto de cooperação internacional

Nos dias 6 e 7 de outubro aconteceu um fórum em Brasília com os coordenadores dos 61 projetos e a proposta a ser executada em cooperação entre a Embrapa Amapá e Centro Regional de Pesquisa Ambiental e Agrícola de Burkina Faso foi premiada com recursos da Plataforma África-Brasil. Representantes das instituições da África, co-responsáveis pelos projetos, também participaram do evento em Brasília. Na ocasião, Ana Euler manteve contato com o responsável pelo projeto no Centro Regional de Pesquisa Ambiental e Agrícola de Burkina Faso, Nieyidouba Lamien, doutor em Ecologia. O presidente da Embrapa, Pedro Arraes, que participou do fórum, disse que a meta agora é mobilizar a empresa para viabilizar mais recursos para todos os projetos apresentados.

BURKINA FASO - O país fica na região oeste da África, de língua francesa e clima semi-árido. Trata-se de um dos países mais pobres do mundo, com alta densidade demográfica e uma renda per capita inferior a US$ 300. Mais de 80% da população do país depende da agricultura de subsistência, altamente
vulnerável à escassez de chuvas.

Na sexta-feira (15-10), Ana Euler embarcou para Gana (África) para um curso de três semanas ofertado pelo governo da Holanda, com foco em manejo de recursos naturais. Embora ainda não seja uma atividade ligada ao projeto premiado (a ser executado em Burkina Faso), em Gana a pesquisadora terá a oportunidade de conhecer técnicos e pesquisadores de várias regiões da África e também com o escritório da Embrapa em Gana, que é focado em transferência de tecnologias da Embrapa.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Amapá.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink