Embrapa Mandioca e Fruticultura promove Dia de Portas Abertas

Agronegócio

Embrapa Mandioca e Fruticultura promove Dia de Portas Abertas

Cerca de 160 estudantes vão participar da visita, que conta com um dia inteiro de programação
Por: -Janice
924 acessos
Como parte de sua estratégia de manter o diálogo aberto com a comunidade, a Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas – BA), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, promove, nesta sexta-feira (20 de maio), o Dia de Portas Abertas. Cerca de 160 estudantes de escolas de ensino médio, do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano) e graduação vão participar da visita, que conta com um dia inteiro de programação e mobiliza diversos pesquisadores, analistas e assistentes da Unidade.


Na parte da manhã, eles serão recebidos pelo chefe geral Domingo Haroldo Reinhardt e pelo supervisor do Núcleo de Transferência de Tecnologia e Negócios Tecnológicos, Carlos Estevão Cardoso. Em seguida, os estudantes vão assistir à palestra “Embrapa: Inovações tecnológicas na agropecuária brasileira”, proferida pelo pesquisador João Roberto Oliveira. Carlos Estevão vai falar também sobre aspectos econômicos da cultura da mandioca, e o pesquisador Clóvis Almeida sobre aspectos econômicos da cultura de frutas.

À tarde, eles vão percorrer as oito estações selecionadas para a visitação. As atividades vão acontecer de forma paralela. Os participantes, portanto, serão divididos em oito grupos. Eles vão conhecer:

Centro de Treinamento de Mandioca (CTM): Unidade modelo para treinamento de técnicos com equipamentos e estruturas que atendem às exigências sanitárias. Apresenta instalações como casa de farinha, fecularia, áreas de panificação e de capacitação de manipueira. Responsáveis: Joselito Motta e Mauto Diniz.

Área de Produção de Mudas Básicas (APMB):
através de programas delineados para promover a otimização das cadeias produtivas do setor agroindustrial, a APMB tem colocado no mercado mudas de qualidade, sadias e com garantia de produtividade, principalmente de manga e citros, atendendo a demandas dos principais polos frutícolas do país. Responsável: Nelson Fonseca.


Unidade de Pesquisa de Produção Orgânica (UPPO), “Fazendinha Orgânica”: Tem como objetivos: 1. Reunir e avaliar conjuntamente todas as tecnologias geradas na Unidade que possam ser utilizadas no sistema orgânico de produção de fruteiras tropicais e mandioca. Exemplos: controle biológico, manejo do solo, variedades resistentes a pragas e doenças, produção de composto orgânico etc. 2. Gerar novas tecnologias para o sistema orgânico de produção. 3. Implantar futuramente uma área de transição agroecológica. Responsável: Ana Lúcia Borges.

Biofábrica: criada com o propósito de fomentar a fruticultura nacional, mediante a produção de materiais propagativos da mais alta qualidade genética e fitossanitária, utilizando as mais sofisticadas ferramentas da biotecnologia moderna. Responsável: Geraldo Teixeira.

Laboratório de Biotecnologia: Utiliza a micropropagação para a clonagem e multiplicação de várias espécies, permitindo a formação de indivíduos geneticamente idênticos a partir de células, órgãos ou pequenos fragmentos de uma planta matriz. Responsável: Fernanda Vidigal.

Laboratório de Solos: Efetua análise de solos e tecidos vegetais para determinação de macro e micronutrientes e recomendação de adubação. Realiza também a análise física de amostras de solo, avaliando a sua granulometria, capacidade de campo, ponto de murcha, densidade aparente e real, macro e microporosidade, estabilidade de agregados e condutividade hidráulica. Responsável: Náfez Bittencourt.


Laboratório de Meteorologia: Possui uma Estação Meteorológica e fornece os seguintes dados meteorológicos (coletados em Cruz das Almas): temperatura (média, máxima e mínima), amplitude térmica, precipitação, dias de chuva, umidade relativa, horas de insolação, evaporação, nebulosidade, visibilidade média, direção e velocidade do vento e temperatura do solo. Responsáveis: Eugênio Coelho e Tibério Martins.

Bancos Ativos de Germoplasma (BAGs): Para poder investigar as possibilidades de uso de espécies da biodiversidade e sua aplicação em produtos, é necessário antes conhecer, caracterizar e conservar essa diversidade. Nessa Unidade estão oito BAGs de frutíferas e um BAG de mandioca, onde estão caracterizadas amostras de vegetais importantes para a região e o Brasil, visando preservar a ampla variabilidade genética desses materiais para estudos atuais e futuros. Responsável: Cristina Machado.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink