Fazenda implanta embriões de Nelore em rebanho para melhoramento genético

Agronegócio

Fazenda implanta embriões de Nelore em rebanho para melhoramento genético

Por:
415 acessos
Há nove meses, visando o melhoramento genético dos rebanhos e contribuir com o desenvolvimento da economia local, a Fazenda Norte Sul, localizada  a 20 quilômetros de Boa Vista, na BR 174,  resolveu investir  e trouxe ao Estado 150 embriões da raça de gado Nelore para serem implantados em vacas mestiças da região por meio da biotécnica de transferência.


Pioneiro no assunto, com mais de 600 cabeças de gados, o proprietário do estabelecimento, Moarei Mezono, contou que a ideia surgiu depois de uma sugestão da Fazenda 3R, no Estado de Mato Grosso, que realiza os procedimentos há algum tempo. "A transferência de embriões é uma técnica usada para multiplicar os animais que mais se destacam na propriedade, geralmente a raça Nelore é destaque em todo o Brasil. Começamos a selecionar animais aqui e depois comprei gado puro do Mato Grosso. Foi quando essa fazenda que já realiza essa técnica sugeriu que trouxéssemos para Roraima. A expectativa está sendo das melhores, pois passados os nove meses as vacas começaram a parir, mas resultados financeiros obteremos apenas daqui a dois anos", destacou.

Ele acrescentou que é um projeto de custo alto, onde deverá vender os gados pelo preço de mercado, não podendo ser diferenciado dos outros lugares do país. "A vantagem é que esses animais são adaptados aqui na região do lavrado, onde nascerão, enquanto que a adaptação dos touros era um problema", disse Mezono.


Dos 150 implantados apenas 65 tornaram-se viáveis, lembrando que todos são sexados machos da raça Nelore, ou seja, os sexos são pré-definidos, neste caso, masculino.  O veterinário da Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (Aderr), Ademir Junior, está acompanhando o desenvolvimento da técnica e explicou que normalmente o alcance do objetivo é de até 50%.

"A tecnologia de transferência de embriões está há mais de dez anos no mercado pecuário. A cada dia vem se tornando mais popular entre os criadores brasileiros. O primeiro passo é a escolha das receptoras, as chamadas barrigas de aluguel e antes do procedimento, as vacas passam por um tratamento hormonal, com auxílio de um profissional. Tudo é muito rápido, pois os embriões são trazidos em estufas e não podem ficar muito tempo fora de onde foi preparado", explicou o veterinário.


Outra vantagem do procedimento é a quantidade de filhos que ela pode gerar. Comumente, uma vaca produz um bezerro por ano. Pela técnica, esta mesma vaca pode gerar de 50 a 150 filhos por ano, usando várias receptoras. Especialistas afirmam que a técnica é a mais usada atualmente para quem busca aprimoramento genético.

O veterinário acrescentou que a raça Nelore ocupa o primeiro lugar na totalidade do rebanho brasileiro. Devido à sua rusticidade e elevado ganho de peso, tem sido o preferido por muitos produtores. Nos dias de hoje, participa do melhoramento, tanto na formação de um grande número de rebanhos puros, quanto de mestiços com elevada capacidade na produção de carne.


"A fertilidade desta raça é elevada, uma vaca adulta chega a pesar 600kg, enquanto um touro pode chegar facilmente aos 1200 kg, por isso a escolha por machos", ressaltou Junior.

A equipe da Folha visitou a Fazenda e observou as características da técnica. Vaca mestiça de cor amarronzada e os bezerros de cor branca. O veterinário justificou que a fêmea da região cede seu útero para gerar os bezerros, mas a carga genética é provida do touro que doou o sêmen e da vaca doadora do óvulo. "Por isso a diferença de cor e em cada vaca que introduzimos os embriões, colocamos um brinco identificador destes doadores", disse.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink