Frango abatido fecha dezembro com o menor preço do trimestre
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
MERCADO

Frango abatido fecha dezembro com o menor preço do trimestre

O frango abatido vai encerrando 2020 de forma melancólica
Por:

Enfrentando a mesma desvalorização que atinge as demais carnes, o frango abatido vai encerrando 2020 de forma melancólica e sem ver o mercado registrar o dinamismo que, tradicionalmente, marcava o período de Festas. Pior, registra em dezembro o mais fraco resultado do corrente trimestre, os dados preliminares sugerindo que fechará o mês com um valor médio muito próximo do observado em setembro passado.

Os resultados finais sofrerão mudanças. Mas não devem ser muito diferentes do valor até aqui registrado - média anual de R$4,58/kg – resultado que configura valorização de menos de 8% sobre os R$4,25/kg alcançados em 2019.

Sim, é um recorde, pois nunca foram atingidos preços tão elevados quanto os de 2020. Mas perdem todo e qualquer significado frente à evolução dos custos de produção e aos custos adicionais surgidos com a necessidade e a obrigatoriedade de implantação de medidas para o enfrentamento da Covid-19.

É interessante observar também que se houve algum ganho, ele se concentrou no segundo semestre do ano. Porque o primeiro semestre foi fechado com um valor médio inferior ao do mesmo período de 2019. Ou, mais exatamente, com queda de, praticamente, 5%.

Em outras palavras, apenas no corrente semestre, graças à retomada da economia e, sobretudo, à valorização obtida pelas três carnes, é que se voltou a registrar variação anual positiva nos preços do setor. Porém, a vantagem obtida no período – aumento inferior a 20% em relação ao mesmo semestre de 2019 – continuou insuficiente para cobrir o custo de produção que, apenas no segundo semestre, experimentou aumento anual em torno de 35%.

Nota adicional do AviSite: a chegada do Natal deu novo alento ao mercado e, nos três primeiros dias da semana, propiciou ao frango abatido valorização (em relação ao fechamento da semana passada) que variou entre 8% e 9%, conforme o segmento em que o produto foi comercializado (distribuição, médio ou grande atacado). Mas ainda que os valores atuais se mantenham até o final do ano, o mês será encerrado com preços inferiores aos dos dois meses anteriores.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink