Gestão dificulta trabalho na CTNBio

Agronegócio

Gestão dificulta trabalho na CTNBio

Minaré ressalta que o presidente não teve grande interesse em ampliar a capacidade operacional da CTNBio
Por: -Renata
697 acessos
A coluna do advogado Reninaldo Minaré, divulgada no Portal Agrolink, retrata a problemática vivida pela CTNBio, devido a um artigo da Lei nº 11.105, de 24 de março de 2005, que foi vetado pelo presidente Luis Inácio Lula da Silva.

Segundo ele o artigo nº 38 exige que o Poder Executivo adote medidas administrativas no sentido de ampliar a capacidade operacional da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança - CTNBio e dos órgãos de registro, autorização, licenciamento e fiscalização de OGM e derivados, bem como de capacitar seus recursos humanos na área de biossegurança, com vistas ao adequado cumprimento de suas atribuições.

Minaré ressalta que o presidente não teve grande interesse em adotar medidas administrativas para ampliar a capacidade operacional da CTNBio com vistas ao adequado cumprimento das atribuições daquela Comissão.
O artigo 19 da mesma lei criou o Sistema de Informações em Biossegurança – SIB destinado à gestão das informações decorrentes das atividades de análise, autorização, registro, monitoramento e acompanhamento das atividades que envolvam OGM e seus derivados. Entretanto, na prática, não existe um portal na internet com esse objetivo. “O SIB seria, efetivamente, o melhor instrumento para a transparência das atividades da CTNBio e dos órgãos fiscalizadores”, enfatiza o colunista.

Problemas de gestão são abordados claramente no texto da coluna de Reginaldo Minaré. Para ler a coluna “Por uma gestão profissional da CTNBio”, clique no link abaixo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink