Governo atende CNA ao aumentar recursos e reduzir taxa de juros do Pronaf
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)


Pronaf

Governo atende CNA ao aumentar recursos e reduzir taxa de juros do Pronaf

Governo Federal atendeu a um pedido da CNA e aumentou em R$ 1 bilhão os recursos do Pronaf, passando de R$ 30 bilhões para R$ 31 bilhões
Por:
354 acessos

O Governo Federal atendeu a um pedido da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e aumentou em R$ 1 bilhão os recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), passando de R$ 30 bilhões para R$ 31 bilhões.

O conjunto de ações foi anunciado pelo presidente da República, Michel Temer, durante solenidade do Plano Safra da Agricultura Familiar 2018/2019, nesta terça-feira (26), em Brasília.

O limite de renda bruta anual para acessar o crédito do Pronaf também teve aumento. A partir de 1º de julho deste ano, o limite de enquadramento passa de R$ 360 mil para R$ 415 mil. Para os agricultores de baixa renda, o valor mudou de R$ 20 mil para R$ 23 mil. “Esse aumento do enquadramento ao programa vai permitir que mais empreendedores familiares tenham acesso a um crédito mais barato”, afirmou o Coordenador de Assuntos Estratégicos da CNA, Joaci Medeiros.

Com relação à taxa de juros de custeio, o Governo reduziu o teto de 5,5% para 4,6% ao ano, permanecendo os mais baixos do mercado. Na safra 2017/2018, eles variavam entre 0,5%, 2,5% e 5,5% ao ano. De acordo com Joaci, as medidas atendem as propostas da CNA para o Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019, entregues ao Governo em maio deste ano. “No documento, foi pedido um aumento de recursos para R$ 31,4 bilhões e limite de enquadramento no crédito de R$ 500 mil”.

O Governo também anunciou um pacote de ações para fortalecer a agricultura familiar, como a 1ª Chamada de Assistência Técnica e Extensão Rural para Jovens Rurais. “Essa ação vai fortalecer a sucessão familiar no campo, uma das bandeiras defendidas pelo Sistema CNA”, afirmou Medeiros.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink