Infocafé de 29/05/20
CI
Imagem: Pixabay
INFOCAFÉ

Infocafé de 29/05/20

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa
Por:

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa, a posição julho oscilou entre a máxima +0,95 pontos e mínima de -3,25 fechando com -2,80 acumulando na semana -7,30 pts.

O dólar recuou 0,83%, cotado a R$ 5,3364. Na semana, a moeda acumulou queda de 4,44%. Em maio, o recuo foi de 1,90% frente ao real. No exterior, a cautela prevaleceu com os investidores voltando seu foco para a relação entre Estados Unidos e China. Em coletiva de imprensa, o presidente norte-americano Donald Trump afirmou que está "encerrando relações" com a OMS e criticou a China pelo desempenho na pandemia e pelas leis de segurança de Hong Kong.

A preocupação no mercado com o discurso de Trump era o risco de uma quebra do acordo comercial ou sanções mais pesadas sobre Pequim, mas isso não ocorreu apesar do tom crítico do republicano às medidas do gigante asiático, destacou o Valor Online, o que ajudou na valorização da moeda brasileira.

 A Colômbia, terceiro maior país produtor de café em nível mundial, produzirá, no ano-cafeeiro 2019-2020, volume físico equivalente a 14,3 milhões de sacas, cuja safra é exclusivamente da espécie arábica, o qual equivale a 15% da produção mundial desta espécie, que está estimada em 95,8 milhões de sacas de 60kg. Na safra anterior, a Colômbia produziu 13,9 milhões de sacas de café arábica, número que aponta um ligeiro crescimento de 3% se comparado com a safra atual em curso.

Em relação à produção global das espécies de cafés arábica e robusta, que totaliza 169,3 milhões de sacas, os cafés colombianos, que são apenas da espécie arábica, correspondem a 8,5%, tendo em vista que a produção mundial de robusta está calculada em 73,6 milhões de sacas. Com base nesses dados, constata-se que a produção total de café da espécie arábica equivale a 57% e a de robusta corresponde a 43%, em relação à produção mundial total, no ano-cafeeiro ora em destaque.

O segundo país maior produtor de café do mundo, o Vietnã, que colherá 96,6% de cafés da espécie robusta e 3,4% da espécie arábica, tem sua safra estimada para o ano-cafeeiro 2019-2020 em 32,2 milhões de sacas, das quais 31,1 milhões de sacas são de robusta e 1,1 milhão de sacas  de arábica. Expandindo essa análise, fica evidenciado que a produção de café robusta vietnamita equivale a aproximadamente 42% da produção dessa espécie no planeta e a de café arábica a 1,1%. Em complemento, vale também destacar que a produção total do Vietnã, em relação à safra mundial deste ano em curso, equivale a 19%. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.