Infocafé de 30/10/20
CI
Imagem: Pixabay
INFOCAFÉ

Infocafé de 30/10/20

A moeda norte-americana fechou em queda de 0,49%
Por:

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa, a posição dezembro oscilou entre a máxima +1,20 pontos e mínima de -0,90 fechando com -0,20 acumulando na semana -1,20 pts.

A moeda norte-americana fechou em queda de 0,49%, cotada a R$ 5,7379. Em outubro, a moeda norte-americana fechou com alta de 2,13%. Na semana, o avanço foi de 1,90%.

A safra mundial de café robusta para o ano-cafeeiro 2020-2021 está prevista em 74,3 milhões de sacas de 60kg, volume 1,6% maior que 2019-2020. O Vietnã, maior produtor dessa espécie, deverá ser responsável por 29,2 milhões de sacas, volume que representa uma redução de 3% em relação à safra passada. Em relação ao café da espécie arábica a previsão mundial é que sejam produzidas 101,8 milhões de sacas no corrente ano-cafeeiro 2020-2021, safra que corresponde a um aumento de 8,5%, se comparada com a anterior. O Brasil teve sua safra total estimada em 61,62 milhões de sacas de 60kg, número que representa 35% da produção mundial, incluindo as espécies de arábica e robusta. Tal produção brasileira contempla 47,3 milhões de sacas de café arábica, que equivalem a 46,4% da produção mundial, e 14,2 milhões de sacas de café robusta, as quais correspondem a 19% do volume físico produzido dessa espécie no mundo. Essa performance posiciona o Brasil em primeiro lugar na produção de café arábica e em segundo lugar na produção de café robusta, em nível global.

Os dados e números estatísticos da cafeicultura brasileira e mundial, que permitiram realizar estas análises e estabelecer comparações da produção dos cafés arábica e robusta pelos três maiores países produtores de café (Brasil, Vietnã e Colômbia) foram extraídos do Sumário Executivo do Café - setembro de 2020, da Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa, disponível na íntegra, no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café.  Neste mesmo contexto de análise da performance da cafeicultura, o Valor Bruto da Produção – VBP dos Cafés do Brasil, também produzido mensalmente pela SPA – Mapa, está estimado em R$ 32,5 bilhões para 2020, sendo R$ 27 bilhões de café arábica, que equivalem a aproximadamente 83% desse total, e R$ 5,5 bilhões da espécie de café robusta, que correspondem a 17% do VBP. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink