Inimigos naturais são aliados no controle da lagarta helicoverpa

Agronegócio

Inimigos naturais são aliados no controle da lagarta helicoverpa

Parasitoides são os que mais contribuíram para redução
Por: -Leonardo Gottems
8630 acessos
O índice médio de mortalidade das lagartas Helicoverpa armigera pela ação dos inimigos naturais, como parasitoides, patógenos e nematoides, é de 60,9%. Segundo pesquisa realizada pela Embrapa na safra 2013/14, divulgada na 34ª Reunião de Pesquisa de Soja, em Londrina (PR), isto confirmaria a ação positiva destes organismos no controle da praga.


O estudo consistiu na avaliação de 1387 lagartas coletadas em 16 municípios do Paraná. As amostras foram observadas quanto à ocorrência de agentes naturais de mortalidade. Apenas 29,8% foram consideradas sadias ao completaram seu desenvolvimento. A pesquisa revelou ainda que os parasitoides são os que mais contribuíram para redução populacional da lagarta, causando 48,9% de mortalidade. 


"Portanto, fica evidente que os inimigos naturais presentes nas lavouras de soja, se não forem eliminados, são importantes para o controle natural da praga", explicam os autores da publicação Beatriz Corrêa Ferreira, Clara Beatriz Hoffmann Campo e Daniel Sosa Gómez. "É importante destacar que a aplicação de inseticidas não seletivos aos insetos benéficos, de forma abusiva, apenas agrava os problemas com pragas, além de aumentar, desnecessariamente, o custo de produção", concluíram.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink