Mato Grosso quer alavancar piscicultura

Agronegócio

Mato Grosso quer alavancar piscicultura

A intenção é fomentar a atividade e aproveitar os recursos hídricos existentes no Estado para tornar a unidade da federação um dos pólos mais importantes da piscicultura brasileira
Por:
127 acessos

Mato Grosso é o maior produtor nacional de peixes nativos de água doce e o quinto colocado na produção total da aquicultura do país. Com este potencial, a intenção é fomentar a atividade e aproveitar os recursos hídricos existentes no Estado para tornar a unidade da federação um dos pólos mais importantes da piscicultura brasileira. Dados da Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder) apontam que são produzidos anualmente cerca de 16,627 mil toneladas de peixe, com destaque para a criação de pacu, pintado, tambaqui, tambacu, entre outros.

Ainda conforme a secretaria, o Estado detém 51,8% de toda produção da aquicultura na região Centro-Oeste e 6,2% do mercado nacional. A produção estadual deve ganhar mais representatividade com o Programa Mato-grossense de Aquicultura, lançado nesta terça-feira (25) durante o 2º Congresso Brasileiro de Produção de Peixes Nativos de Água Doce e 1º Encontro Mato-grossense de Aquicultura, que vai até sexta-feira (28) no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá. O programa traz diretrizes e ações que serão aplicadas com o intuito de aumentar a produção também de rãs, tartarugas e jacarés.

O superintendente de Programas Especiais da Seder, Paulo Bilego, avalia que o Estado tem grande potencial para piscicultura. "Não temos metas em quantidade de toneladas para avançar na produção. Primeiramente precisamos ordenar a cadeia e levar aos consórcios de criadores mais frigoríficos para processar o peixe.

Em Mato Grosso duas plantas de abate de peixes estão em operação, a Delicious Fish Indústria e Comércio Ltda, localizada em Cuiabá e a Indústria Brasileira de Pescados Amazônicos S.A. (IBPASA), ou apenas Nativ, que foi inaugurado em novembro do ano passado, com sede em Sorriso.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink