MG: apicultor cria carrinho para transporte de melgueiras

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Eliza Maliszewski
AGRONEGÓCIO

MG: apicultor cria carrinho para transporte de melgueiras

É tempo de colheita do mel
Por:

É tempo de colheita do mel. Assim como em toda a cadeia produtiva, essa fase também exige boas práticas para preservar a qualidade do produto e suas características originais, bem como uma coleta eficiente. O transporte das melgueiras do apiário até a casa do mel é uma dessas etapas. Para facilitar e garantir mais segurança no trajeto, o apicultor José Nilton dos Santos, da comunidade Serra Negra, em São João da Ponte, criou um carrinho artesanal feito com sobras de madeira e uma roda de motocicleta. 

Há pouco mais de um ano, José Nilton resolveu investir na apicultura para fortalecer a agricultura familiar. Antes disso, para sustentar a casa, o trabalhador rural costumava viajar para o Triângulo Mineiro durante a colheita de café ou fazia algum serviço em fazendas próximas de onde mora. Em outubro de 2019, ele participou do curso sobre processamento de mel e cera, promovido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de São João da Ponte. Já em novembro de 2020, o apicultor começou a ser atendido pelo Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG).

“Durante esse tempo, foram aprimorados os manejos da troca de cera, enumeração das colmeias para identificar quais estão produzindo, além de anotações dos custos e receitas, pois, antes do ATeG, ele não tinha noção do quanto a atividade gerava de lucro”, explicou o técnico de campo Alex Sandro Santa Rosa.

Atualmente, José Nilton conta com 11 colmeias povoadas e vai para a sua segunda colheita. Com as orientações do técnico, o apicultor dobrou a produção. No ano passado, colheu 100 quilos de mel, e agora, no início da colheita, já foram coletados 210 quilos. Foi quando ele resolveu criar um veículo próprio para transportar as melgueiras. “Antes ele fazia o transporte com o carrinho de mão e não dava para transportar mais de uma melgueira, correndo o risco de cair por não ser adequado para o transporte”, contou o técnico.

O carrinho é simples, mas, com ele, o apicultor consegue transportar até quatro melgueiras de uma vez, com segurança. “Esse carrinho é mais fundo e reto, não balança e suporta mais peso, até 45 quilos”, detalhou o produtor. A inovação facilitou a lida no campo e diminuiu o tempo de carregamento e de transporte. O trajeto é de, pelo menos, 500 metros de distância. As melgueiras são cobertas com bandejas galvanizadas para proteger os favos operculados, evitar a entrada de abelhas e de poeira e, com isso, garantir a qualidade do mel.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink