Ministério apoia aumento do comércio de material genético bovino

Agronegócio

Ministério apoia aumento do comércio de material genético bovino

Embaixadores serão convidados a conhecer centrais de inseminação para ter possibilidade de avaliar o potencial da genética brasileira
Por:
207 acessos

A exportação de material genético bovino esteve na pauta de reunião entre o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, e representantes de associações de criadores e de empresas de inseminação artificial, nesta quinta-feira (27). O ministro manifestou apoio ao setor para aumentar a produção brasileira e a comercialização de sêmen e embriões.

Dessa forma, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) promoverá ações junto a países com potencial importador das Américas Central e do Sul, como Panamá, Peru e Venezuela. Uma das ideias é realizar seminários para promover a importação desse material.

Além disso, embaixadores serão convidados a conhecer centrais de inseminação para ter possibilidade de avaliar o potencial da genética brasileira in loco. A previsão é que a visita aconteça ainda este ano. Outro ponto forte para alavancar as vendas externas do setor são as gestões do Mapa para abertura de mercados.

Dados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) apontam que o Brasil comercializa oito milhões de doses de sêmen por ano. Desse total, quatro milhões são produzidas nacionalmente e o restante é importado dos Estados Unidos, Austrália, Canadá,Nova Zelândia e Europa.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink