Monsanto inaugura estação de pesquisa em Sorriso (MT)


Agronegócio

Monsanto inaugura estação de pesquisa em Sorriso (MT)

Por:
194 acessos

A Monsanto inaugurou nesta sexta-feira, 14 de fevereiro, em Sorriso (MT), sua mais nova estação de pesquisa em melhoramento genético de soja, com a presença do governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, e do presidente da Monsanto no Brasil, Rick Greubel. Com o funcionamento da unidade, será possível o desenvolvimento de novas variedades para o Cerrado brasileiro e outros países de forma mais rápida e eficiente. A seleção de material nessa região levará à criação de cultivares mais produtivas e bem adaptadas às regiões de baixa latitude. Hoje, outra unidade como esta funciona em Morrinhos (GO).

Na unidade trabalharão, inicialmente, 12 pessoas, entre engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas, auxiliares de pesquisa e da administração. Eles atuarão em uma área de 85 hectares agricultáveis destinados a ensaios de campo e no próprio prédio da estação, que conta com laboratórios de fitopatologia, sementes e marcador molecular, além de salas de apoio para montagem de ensaios e triagem de materiais trazidos do campo. Além disso, também têm à disposição maquinário especializado adaptado aos ensaios.

Segundo Rick Greubel, presidente da Monsanto no Brasil, já foi investido US$ 1 milhão na unidade, entre a compra da área, construção e equipamentos. "Todo esse investimento é um esforço para, cada vez mais, desenvolvermos materiais novos, melhores e adaptados ao Cerrado brasileiro, fronteira de crescimento e desenvolvimento do mercado de soja e de outras culturas", declara.

Maior produtor de soja do País

A região de Sorriso é uma das áreas nas quais a soja está se expandindo mais rapidamente no Brasil, sendo o município o maior produtor nacional e de melhor média de produtividade. Sozinho, Sorriso é detentor de 2,8% da safra anual da cultura no Brasil. Atualmente são colhidos, por ano, cerca de 1 milhão, 679 mil e 700 toneladas, o equivalente a 3.300 quilos, em uma área de 509 mil hectares.

"Seus agricultores são tecnificados e, constantemente, buscam novas tecnologias para aumento de produtividade. É por isso que, com uma unidade de pesquisa em Sorriso, a Monsanto tem chances de se destacar ainda mais na oferta de sementes de alta tecnologia e qualidade para atender às necessidades dos pequenos, médios e grandes agricultores", afirma José Carlos Carramate, gerente de Negócios Soja da Monsanto. Segundo ele, a região também é propícia para a pesquisa de outras culturas, como algodão, sorgo e milho, que num futuro próximo serão pesquisados pela Monsanto. O foco das pesquisas da nova unidade são sementes desenvolvidas para as condições dos estados do Mato Grosso, Rondônia, Bahia, Tocantins, Maranhão, Piauí e Pará.

Informações

Para o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Sorriso, Reinaldo Loffi, a estação de pesquisa da Monsanto ajudará muito o agricultor, em razão do repasse de informações sobre como produzir mais e melhor com as novas tecnologias. Segundo ele, com a instalação da Monsanto no município e a parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente "será fortalecido o desenvolvimento do agronegócio, por meio de geração de renda, adaptação e transferência de conhecimento e tecnologia, para o benefício da sociedade".


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink