OMC aprova compensação a Brasil em disputa de algodão com EUA

Agronegócio

OMC aprova compensação a Brasil em disputa de algodão com EUA

A determinação do painel de arbitragem da OMC, permitindo ao Brasil retaliar contra os Estados Unidos, é tão complexa que autoridades ainda estão tentando calcular as implicações exatas
Por:
158 acessos

Reuters - A Organização Mundial de Comércio (OMC) aprovou uma compensação ao Brasil em sua disputa com os Estados Unidos sobre subsídios ao algodão norte-americano, informou um representante do governo brasileiro na  segunda-feira (31-08).

Contudo, a determinação do painel de arbitragem da OMC, permitindo ao Brasil retaliar contra os Estados Unidos, é tão complexa que autoridades ainda estão tentando calcular as implicações exatas, afirmou ele.

"Para ser franco é um dossiê denso e ainda estamos tentando compreender qual é o teor", disse o representante, na condição de anonimato.

A OMC deve publicar a decisão às 10h (horário de Brasília).

O Brasil pretendia obter 2,5 bilhões de dólares anuais em sanções comerciais retaliatórias --o que normalmente seria na forma de tarifas adicionais sobre importações de bens norte-americanos--, mas os Estados Unidos disseram que um número de 20 a 30 milhões de dólares era o apropriado.

Além do tamanho da compensação, uma importante questão é se o Brasil poderá mirar serviços ou propriedade intelectual dos Estados Unidos, suspendendo por exemplo direitos autorais sobre músicas ou filmes norte-americanos, já que o Brasil importa pouco algodão do país e sua economia pode sofrer caso sanções sejam impostas aos bens manufaturados norte-americanos.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink