Por falta de chuvas, Argentina terá menos trigo para exportação

Agronegócio

Por falta de chuvas, Argentina terá menos trigo para exportação

A Bolsa de Grãos de Rosário prevê uma colheita de 7,4 milhões de toneladas, ante uma produção média de 14,76 milhões de toneladas nos cinco anosanteriores
Por:
577 acessos
uenos Aires - Embora a safra de trigo esteja se desenvolvendo favoravelmente na maior parte do cinturão agrícola, as plantações no extremo sul do país e em outras áreas isoladas enfrentam problemas com a falta de chuvas. A Bolsa de Grãos de Rosário prevê uma colheita de 7,4 milhões de toneladas, ante uma produção média de 14,76 milhões de toneladas nos cinco anos anteriores.

Com uma demanda doméstica estimada em 6 milhões de toneladas, a Argentina deve ter apenas 1,4 milhão de toneladas disponíveis para exportação na temporada 2009/10.

As condições das lavouras argentinas de trigo apresentam grande variação de acordo com a região, informou a Secretaria de Agricultura em seu relatório semanal de safra. No distrito de Bahia Blanca, na província de Buenos Aires, "as mudas apresentam boa coloração, mas a germinação é ruim, com muitos espaços entre as plantas". Com o plantio encerrado, a Secretaria ainda não divulgou uma estimativa de área. Segundo a Bolsa de Buenos Aires, a área ocupada com trigo na Argentina soma 2,75 milhões de hectares, 40,2% menor do que a registrada em 2008. As informações são da Dow Jones.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink