Produtores rurais recebem certificação de produtos orgânicos
CI
Agronegócio

Produtores rurais recebem certificação de produtos orgânicos

Entrega foi feita pelo Ministério da Agricultura a 23 agricultores da Paraíba
Por:
Entrega foi feita pelo Ministério da Agricultura a 23 agricultores da Paraíba

João Pessoa – Arlene Lourenço dos Santos planta alimentos orgânicos na propriedade familiar em Pitimbu (PB). Ela vende as verduras e legumes em feiras livres da capital do estado e, agora, espera que seus produtos tenham ainda mais aceitação no mercado. “Vendendo produto orgânico ganhamos mais espaço no mercado, além de ser uma boa fonte de renda, já que conseguimos vender com um preço melhor”, afirmou.


A produtora rural integra o grupo de 23 agricultores que receberam o certificado do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que atesta que foram cultivados conforme a regras da produção orgânica.Os documentos foram entregues durante a Feira do Empreendedor da Paraíba, que se encerrou no sábado (22). De acordo com dados do Mapa, a Paraíba é o estado do Nordeste com a maior área da agricultura familiar (149 hectares) produzindo orgânicos.


“Em João Pessoa, há mais de 40 feiras livres que vendem produtos orgânicos da agricultura familiar. Ter a certificação do Ministério dá mais credibilidade a esses produtos, garante que eles foram acompanhados por uma consultoria do Sebrae e outras instituições e ainda abre aos agricultores a possibilidade de venderem para a merenda escolar, por exemplo”, destacou o gestor do Projeto de Horticultura do Sebrae na Paraíba, Pablo Queiroz.


Os produtores rurais que receberam a certificação na semana passada foram acompanhados por um ano pela Comissão de Orgânicos da Paraíba e, atualmente, vendem seus produtos na feira livre do estacionamento do Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS), em João Pessoa. “Trabalho na agricultura há dez anos, mas há cinco com produtos orgânicos. Sei da importância dele para nós e para o meio ambiente. Fiquei feliz em ter o certificado, pois é mais uma prova de que vendemos produtos saudáveis”, disse o agricultor Raimundo Miguel, da cidade de Pedras de Fogo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink