Programa que monitora desmatamento começa em janeiro

Agronegócio

Programa que monitora desmatamento começa em janeiro

Mais de 14 mil propriedades terão seus rebanhos rastreados por satélites
Por:
160 acessos

O programa Desmatamento Zero deve ter início na primeira semana de janeiro de 2010, segundo o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes. Nesse período, mais de 14 mil propriedades de seis municípios da região Centro-Sul do Pará terão o rebanho rastreado por meio de georreferenciamento e monitoramento por satélite.

Na segunda-feira (24), Stephanes recebeu, em Brasília, representantes da Secretaria Estadual de Agricultura do Pará, frigoríficos, Embrapa e Inmet e outros setores envolvidos na estruturação desse sistema.

A redução do desmatamento na floresta amazônica a zero em função do avanço na pecuária é o principal propósito do programa. De acordo com a Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), 1.347 propriedades no estado foram georreferenciadas nos últimos quatro dias. Mais de 60 agentes de cadastramento estão em campo e a previsão é que os dados das 14 mil fazendas sejam coletados até a primeira quinzena de outubro.

Stephanes prevê que, em dois anos, o monitoramento por satélite se estenda para todo o estado do Pará. “Acredito que esse sistema será muito eficiente”, afirmou. A penalidade para o pecuarista que desmatar será a suspensão da Guia de Trânsito Animal (GTA), instrumento que permite o deslocamento dos bovinos entre as unidades da federação. Sem a GTA, no entanto, o produtor fica impedido de comercializar seus animais.

A elaboração do programa Desmatamento Zero vem sendo discutida há oito meses. Um grupo técnico da Embrapa e do Inmet foi criado durante a reunião desta segunda-feira para definir as bases do monitoramento nesse sistema.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink