Qual a situação do milho no Brasil?
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PREÇOS

Qual a situação do milho no Brasil?

Compradores saem ao mercado no estado do Paraná, mas a comercialização ainda é lenta
Por: -Leonardo Gottems

No estado do Rio Grande do Sul o que permanece é a calmaria, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica. “A calmaria permanece no mercado voltado ao milho no Estado, e pouco se viram em relação às negociações. Pontualmente, viram-se negócios entre pequenos suinocultores na região de Passo Fundo, ao preço de R$ 100,00 a saca. Nas indicações, R$ 100,00 a saca em Marau, R$ 101,00 em Arroio do Meio, e R$ 98,00 em Seberi. Nos preços balcão, R$ 89,00 a saca em Panambi”, comenta. 

Compradores saem ao mercado no estado do Paraná, mas a comercialização ainda é lenta. “Mesmo assim, a comercialização hoje no Estado andou a  passos  lentos,  e  poucos  lotes  estavam  disponíveis. Sabe-se  que  ao  menos  1.000  toneladas  foram realizadas  nos  Campos  Gerais  a  R$  106,00  FOB,  em negócios  onde,  tudo  indica,  tiveram  origem  de cooperativas. No norte central, compradores buscando lotes a R$ 104,00 e no oeste, pequenos negócios foram vistos a R$ 103,00 com pagamento antecipado – rumores de que por lá, até 5.000 toneladas teriam saído a R$ 104,00 a saca”, completa. 

Em Santa Catarina, mesmo com grande alta do dólar, milho argentino continua competitivo. “Na comercialização, um movimento mais calmo de compradores marcou esta quinta-feira, e foram feitas poucas buscas  aos  lotes  disponíveis  no  mercado.  Sabe-se  que  ao  menos  2  mil  toneladas  teriam  sido  compradas  de origem do Mato Grosso a Xanxerê, ao preço de R$ 99,00 + ICMS. No geral, as pedidas encontram-se na faixa de R$ 105,00 a R$ 108,00 no Estado”, indica. 

Compradores bem acima dos níveis no dia do Mato Grosso do Sul. “Em  conversa  com  nossos  correspondentes,  ouviu-se rumores  de  que  um  comprador  estaria  disposto  a pagar  R$  95,00  no  milho  em  Maracaju.  A  conversa ficou somente nisto: um ‘boato’ não confirmado, mas que gerou diversos comentários. O que se sabe, no entanto, é que nas indicações compradores mantiveram seus níveis costumeiros: R$ 92,00 para Dourados e Campo Grande; R$ 91,50 em Maracaju; R$ 90,00 para Sidrolândia, São Gabriel do Oeste e Chapadão”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.