RS: vinhos da Campanha ganham destaque
CI
Imagem: Marcel Oliveira
RECONHECIMENTO

RS: vinhos da Campanha ganham destaque

Bebidas finas e espumantes conquistaram o Selo de Indicação de Procedência
Por: -Eliza Maliszewski

O Rio Grande do Sul não produz somente vinhos de qualidade na Serra. A região da Campanha também tem se destacado. Em pleno bioma Pampa, e região confere às bebidas características únicas. É a região produtora mais quente e com menor volume de chuvas do Sul do Brasil. As grandes extensões de áreas planas ou de baixa declividade também são um diferencial que facilitam a mecanização na viticultura, um fator de competitividade adicional para a região por reduzir custos e possibilitar maior escala de produção.

São 17 vinícolas que espera uma das melhores safras dos últimos dez anos. Agora a região comemora a conquista do selo de Indicação Geográfica (IG), atribuído pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), que atesta a origem da bebida e assegura as características da região em que foi produzida. Vinhos finos e espumantes conquistaram a modalidade  Indicação de Procedência (IP),

Para chegar a esse resultado, a bebida deve ser fruto de uma rigorosa fase de produção de uvas na área delimitada, bem como de elaboração, na qual devem ser atendidos os requisitos estabelecidos no Caderno de Especificações Técnicas, que define desde as variedades de uva autorizadas para a elaboração dos vinhos, até a etapa de sua degustação, quando um painel de especialistas avalia se o vinho pode receber a atestação de conformidade como produto da Indicação de Procedência Campanha Gaúcha.

Estão na lista do IP os espumantes naturais e os vinhos tranquilos brancos, rosés e tintos, com diferentes nuanças de cor, aroma e sabor, exclusivamente elaborados a partir de cultivares de Vitis vinifera, na área delimitada, atendendo a limites máximos de produtividade por hectare dos vinhedos conduzidos em espaldeira, e atingir padrões de qualidade da uva para poder seguir para vinificação. Além disso, os vinhos devem atender a padrões analíticos mais exigentes e ser aprovados sensorialmente às cegas por comissão de degustação. 

Foram cerca de cinco anos de pesquisa e estudo da Embrapa Uva e Vinho (RS) que resultaram na indicação que promete popularizar o terroir da região dos pampas. Foi o primeiro projeto de estruturação de IG de vinhos finos coordenado pela Embrapa localizado fora da Serra Gaúcha.  “A originalidade dos vinhos da Campanha Gaúcha amplia e valoriza a qualidade e a diversidade da vitivinicultura brasileira”, avalia o pesquisador Jorge Tonietto. 

Com o selo a expectativa é chamar a atenção dos consumidores para os produtos e motivar ainda mais o turismo na região, desenvolvendo o chamado enoturismo. 

Recentemente mostramos como se dá a produção de vinhos e espumantes na Serra Gaúcha. Relembre:


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink