Silo Secador proporciona mais renda e autonomia para o agricultor
CI
Imagem: Divulgação
AGRICULTURA

Silo Secador proporciona mais renda e autonomia para o agricultor

Autonomia na decisão sobre o melhor momento de comercializar a produção
Por:

Autonomia na decisão sobre o melhor momento de comercializar a produção, maior qualidade no grão e redução de custos são alguns dos benefícios que o silo secador com ar natural apresenta. A tecnologia desenvolvida pela Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), foi implantada na propriedade dos agricultores Dilson e Silvia Thom no município de Vale do Sol. "Somente nessa primeira safra em que utilizamos o silo construído na nossa propriedade já foi possível observar 25% a mais na nossa renda", avalia o agricultor.

O silo secador com ar natural foi construído para a safra 2019/2020 e possui capacidade de armazenamento de 2.230 sacas. "Construímos o silo porque os custos com armazenagem externa estavam muito elevados e no mês de outubro o que não havia sido comercializado tinha que ser retirado do silo e trazido para a propriedade e eu não tinha o que fazer com esse milho para que o grão não perdesse qualidade", comenta Dilson.

O casal, juntamente com o filho Maiquel, cultiva 15 hectares de milho. O cultivo é realizado em sistema de plantio direto, com rotação de cultura e manejo do solo. Outra vantagem relatada por Dilson é sobre a comercialização do produto que, atualmente é realizado para uma fábrica de ração do município de Gravataí. "Com o milho na nossa propriedade reduzo custos com frete e taxas de armazenamento. Além disso, por oferecer um produto de melhor qualidade, consigo um valor maior na venda final, pois posso aguardar a valorização no preço da saca".

O projeto do silo da família Thom foi realizado pela Emater/RS-Ascar. O valor para a construção do silo, em 2019, foi de R$80 mil, sendo parte do valor de recursos da família e outra parte financiada. Além da estrutura do silo para secagem e armazenagem, a família continuou investindo na estrutura e construiu a moega para descarga dos grãos, elevador e os equipamentos que possibilitam a pré-limpeza, para posterior descarga do milho no silo. "A família possuí um sistema bem estruturado para armazenar os grãos. Isso viabiliza um produto final de melhor qualidade, resultando maior rentabilidade. O projeto construído pela família Thom é grande e foi pensado para atender a demanda da produção deles. Contudo, é possível elaborar projetos com custos menores. Depende da necessidade de cada família", explica o extensionista rural agropecuário da Emater/RS-Ascar André Macke Franck.

Agricultores interessados em construir um silo secador com ar natural para secagem e armazenagem de grãos devem procurar o escritório da Emater/RS-Ascar do seu município para outras informações e elaboração do projeto.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.