Soja baixou para 960 pesos na Bolsa de Rosario

Agronegócio

Soja baixou para 960 pesos na Bolsa de Rosario

A semana começou com baixas nos preços dos produtos que ultimamente são negociados na Bolsa Argentina
Por:
484 acessos

O comportamento de queda das cotações foi refletido, no geral, pela forte queda no mercado externo de referência na segunda-feira, apesar de que em Chicago foi registrado ontem, terça-feira, uma pequena recuperação.

As ofertas de soja e girassol foram inferiores desde cedo, distanciando o interesse dos vendedores pela espera de uma recuperação nos próximos dias.

Em Chicago o fechamento foi variado, com baixas no trigo (pela maior oferta global) e altas nos grãos por coberturas de posições vendidas, apesar da pressão exercida pelo bom clima nas regiões produtoras dos Estados Unidos.

Soja - Os preços locais refletiram mais o comportamento externo de segunda-feira do que de ontem. Os vendedores se distanciaram pela espera de uma melhora nos próximos dias. As fábricas pagaram 960 pesos pela oleaginosa com descarga imediata, igual que a exportação em Ramallo, sem descarga. O volume negociado foi escasso.

Em Chicago, os futuros fecharam com altas de 1,50 a 4 dólares com lucros limitados pelo excelente clima nas regiões produtoras dos Estados Unidos.

Em Rosario, não houve negócios para o trigo e milho, tanto no disponível como para o da nova colheita, sobre a qual não se escutaram ofertas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink