Soja e açúcar são os carros-chefes da economia maringaense

Agronegócio

Soja e açúcar são os carros-chefes da economia maringaense

A soja e o açúcar foram responsáveis por 80% das exportações de Maringá, entre janeiro e julho deste ano, segundo dados da balança comercial brasileira por município.
Por:
140 acessos

A soja e o açúcar foram responsáveis por 80% das exportações de Maringá, entre janeiro e julho deste ano, segundo dados da balança comercial brasileira por município. Na cidade, as exportações subiram 14% em comparação a igual período do ano passado.

Os números foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior na semana passada. O saldo da balança nos primeiros sete meses de 2009 é de US$ 462.180.950. O valor corresponde a 84% do saldo de todo o ano passado (US$ 548.739.187). Segundo o levantamento, a explicação para o crescimento do saldo está na queda de 38% das importações, no período.

De cada US$ 1 exportado por Maringá, de janeiro a julho, US$ 0,50 foram de soja; US$ 0,30 de açúcar; e os restantes US$ 0,20 são divididos por 41 itens, como milho, álcool e carnes.

Entre janeiro e julho deste ano, o município exportou US$ 554.523.222, contra US$ 485.902.235 em 2008.Também em 2009, foram importados US$ 92.342.272, contra US$ 150.439.996 do ano anterior.

Quem subiu

As exportações de soja tiveram alta de 50,3%. O açúcar, de 11%. Entre os importados, as garrafas e os vasilhames de plástico (terceiro lugar na lista das importações de Maringá) cresceram 13% — de US$ 4.566.320 subiram para US$ 5,170.236 entre janeiro e julho. A importação de farinha de trigo ( décimo item do ranking), subiu 79%.

Quem caiu

O álcool teve queda de 77% nas exportações. De US$ 116 milhões comercializados entre janeiro e julho de 2008, passou para US$ 13 milhões este ano. As carnes de boi e de frango congeladas tiveram queda de 50%.

Os dois itens que aparecem no topo da lista das importações que tiveram queda em relação a igual período de 2008 foram: circuitos integrados (-30%) e cloretos de potássio (-75,3%).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink