Suinocultores gaúchos vão a Brasília em busca de apoio

Agronegócio

Suinocultores gaúchos vão a Brasília em busca de apoio

Setor pleiteia renegociação de dívidas e garantia de preço mínimo
Por:
217 acessos

A renegociação de dívidas de investimento e custeio agropecuário, que chegam a R$ 100 milhões, será o principal ponto da audiência que a Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) e entidades estaduais terão hoje com o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, em Brasília. Além do alongamento do passivo, o presidente da ABCS, Irineu Wessler, solicitará a inclusão da suinocultura no Programa de Garantia de Preços Mínimos (PGPM), que daria condições de incluir a carne suína em programas do governo federal. O encontro ocorre após a assembleia da ABCS, que debaterá o impacto da gripe A sobre a atividade. À tarde, haverá reunião com o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura (Mapa), Inácio Kroetz, para debater ações para o Pavilhão de Suínos no parque Assis Brasil, em Esteio, durante a Expointer.

Presente em Brasília, a Acsurs deve formular projeto de marketing em parceria com a ABCS para realizar degustação da carne na exposição. A ação seria uma forma de amenizar prejuízos com a ausência dos suínos na mostra, devido ao temor de contágio pelo H1N1. Após a montagem do projeto, proposta formal de contrapartida será encaminhada ao Mapa e Sips, diz o presidente da Acsurs, Valdecir Folador. O encontro com o Sips deve ser nesta semana.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink