INUNDAÇÕES

USDA reduz safra de trigo argentina

Inundações diminuíram produção no país vizinho
Por: -Leonardo Gottems
217 acessos

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) atualizou a estimativa para produção total da Argentina de trigo na temporada 2017/18 através do seu adido agrícola em Buenos Aires. O novo número prevê uma redução de 700 mil toneladas em relação à previsão oficial para 16,8 milhões de toneladas.

A diminuição da produção se deu principalmente porque área plantada final se reduziu e as perdas de 150 a 200 mil hectares em função das inundações. A área total com o cereal de inverno ficou em 5,2 milhões de hectares.

A agência norte-americana ainda reportou que o trigo argentino se desenvolveu sob condições muito úmidas, ao contrário do que é o inverno típico da Argentina. Por outro lado, as condições atuais do grão são consideradas muito boas com temperaturas mais baixas do que o normal nos últimos dias. A maioria dos produtores teria conseguido controlar efetivamente os insetos e doenças.

As exportações totais de trigo argentino são estimadas atualmente pelo adido agrícola em 10,8 milhões em toneladas. Houve uma queda em relação à projeção oficial de 700 mil toneladas devido a produção menor que o esperado. De 5 a 5,2 milhões de toneladas do grão serão exportadas para o Brasil, sendo que 360 mil toneladas são de farinha. As exportações da farinha para a Bolívia também são significativas com 300 mil toneladas estimadas. No início de Outubro, o governo da Argentina anunciou o primeiro envio de 30 mil toneladas para o México.

A previsão para os estoques finais são considerados desprezíveis.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink