Museu do Peru pode evitar crise mundial de alimentos

BATATA

Museu do Peru pode evitar crise mundial de alimentos

Entidade é especializada em batatas
Por: -Leonardo Gottems
315 acessos

O museu de batatas do Peru tem uma função muito importante, ao ponto em que pode evitar a crise mundial de alimentos, segundo o The Guardian. No alto dos Andes peruanos, os agrônomos buscam o conhecimento ancestral dos agricultores para identificar cepas genéticas que poderiam ajudar os tubérculos a sobreviverem a secas, inundações e geadas cada vez mais frequentes e intensas. 

O Parque da Batata em Cusco é uma extensão de 90 quilômetros quadrados (35 milhas quadradas) que varia de 3.400 a 4.900 metros (16.000 pés) acima do nível do mar. "Manteve uma das mais diversas diversidades de batatas nativas do mundo, em constante processo de evolução", diz Alejandro Argumedo, fundador da Asociación Andes, uma ONG que apoia o parque. “Semeando batatas em diferentes altitudes e combinações diferentes, essas batatas criam novas expressões genéticas que serão muito importantes para responder aos desafios das mudanças climáticas”, completa. 

A batata foi domesticada há 7.000 anos pelos ancestrais desses camponeses peruanos às margens do Lago Titicaca, entre os modernos Peru e Bolívia, dizem os arqueólogos. O Parque da Batata é considerado um centro de origem secundário da batata, que hoje é cultivada em todos os continentes da Terra, exceto na Antártica. Cientistas da agência espacial norte-americana Nasa e do Centro Internacional de Batata do Peru até testam se as batatas podem ser cultivadas em Marte. 

Os descendentes de quíchua dos incas têm inúmeros nomes descritivos para a cornucópia de batatas cultivadas e consumidas no sul dos Andes do Peru, desde um tubérculo achatado e acinzentado com o nome do nariz de uma alpaca até uma tatuagem com recorte amarelo chamada puma maqui, ou pata de puma. Existe até uma batata irritantemente atrevida conhecida como pusi qhachun wachachi, cujo nome literalmente significa "faça sua nora chorar", pois frustrou tantas esposas em potencial que tentaram passar no teste de descascá-la. 

    


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink