OVOS/CEPEA: após cinco meses em queda, exportações reagem em julho


Ovos

OVOS/CEPEA: após cinco meses em queda, exportações reagem em julho

Em julho, o dólar teve média de R$ 3,83, a maior desde fevereiro de 2016.
Por:
142 acessos

Depois de recuarem por cinco meses consecutivos, as exportações brasileiras de ovos in natura aumentaram em julho, atingindo os maiores volume e receita em dólar desde fevereiro de 2018. Conforme dados da Secex, o Brasil exportou 487,7 toneladas do produto no mês passado, quantidade 165,35% maior que a embarcada em junho (183,8 t). Segundo pesquisadores do Cepea, além do volume, o câmbio também contribuiu para elevar a receita do setor.

Em julho, o dólar teve média de R$ 3,83, a maior desde fevereiro de 2016. Assim, o montante obtido com os embarques aumentou significativamente no mês passado, somando R$ 1,920 milhão – contra R$ 727,42 mil em junho. Nesse cenário, as exportações de ovos in natura em 2018, que somavam 3.755 toneladas até julho, já superam em 40,1% as do mesmo período de 2017, mas permanecem bem abaixo dos embarques do mesmo período de 2016, de 6.738 mil t. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink