Aliança AgroBrazil debate promoção comercial no exterior
CME MILHO (SET/20) US$ 3,076 (-1,22%)
| Dólar (compra) R$ 5,41 (1,29%)

Imagem: Nadia Borges

MERCADO INTERNACIONAL

Aliança AgroBrazil debate promoção comercial no exterior

A Aliança AgroBrazil se reuniu para discutir os principais projetos da entidade e a promoção do agro brasileiro
Por:
413 acessos

A Aliança AgroBrazil, grupo lançado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para tratar de assuntos do comércio exterior, se reuniu na quarta (8), por videoconferência, para discutir os principais projetos da entidade e a promoção do agro brasileiro no mercado internacional.

Na abertura do encontro, o diretor de Relações Internacionais da CNA, Gedeão Pereira, afirmou que apesar do Brasil já produzir e exportar alimentos para o mundo todo, ainda precisa explorar novos mercados.

“Precisamos aproveitar esse bom momento das exportações e conquistar mercados para produtos não tradicionais”.

Os integrantes da Aliança debateram sobre o projeto Agro.Br, iniciativa da CNA, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimento (Apex-Brasil), que engloba ações de internacionalização e promoção comercial de produtos agrícolas brasileiros, como café, lácteos, mel, pescados, frutas, flores e hortaliças.

Segundo a superintendente de Relações Internacionais da CNA, Lígia Dutra, o projeto tem foco na Ásia , onde a demanda por alimentos cresce consideravelmente. Em abril deste ano, as exportações brasileiras para o continente cresceram 29%.

“Inauguramos um escritório em Xangai, que faz a ponte entre as demandas dos empresários rurais e o mercado chinês. Também temos consultores em quatro estados (Bahia, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul) para auxiliar os produtores a preparar e adaptar seu produto para o mercado externo”.

A coordenadora de Exportação da CNA, Camila Sande, explicou que o escritório de negócios da Confederação em Xangai busca identificar potenciais compradores e efetivar negócios. “O nosso objetivo é apoiar os produtores para que possam se inserir no mercado exportador e, dessa forma, diversificar seus canais de venda”.

Outro assunto tratado na reunião virtual foi o posicionamento do setor sobre potenciais ganhos e sensibilidades do futuro Acordo de Livre Comércio entre Mercosul e Canadá. O assessor de Relações Internacionais da CNA, Pedro Rodrigues, apresentou informações gerais sobre o comércio entre os países e dados sobre  quatro acordos comerciais já firmados pelo Canadá.

Ainda no encontro, a chefe da Divisão de Promoção do Agronegócio do Ministério das Relações Exteriores (MRE), Camila Olsen, falou sobre a identificação de oportunidades comerciais no mercado internacional.

“Vamos mapear os mercados já abertos para os produtos brasileiros e direcionar as ações de promoção comercial. Existem alguns desafios, como a tramitação de certificados fitossanitários para frutas, por exemplo, e isso não depende apenas do governo brasileiro, já que são muitos pedidos para serem liberados”, disse.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink