CI

Atraso na entrega de mudas impacta produção de morango

Preço do morango segue estável


Foto: Seane Lennon

O tempo seco, ensolarado e as temperaturas relativamente altas no início do período favoreceram a cultura de morango na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul. De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado nesta quinta-feira (20/06) pela Emater/RS-Ascar, o volume de morango colhido pelos produtores ainda é pequeno, mas as plantas já mostram sinais de boa florada. Os produtores, que sofreram muitos prejuízos no ano passado devido à elevada incidência de antracnose, estão dando atenção especial aos tratamentos fitossanitários, com bons resultados de um fungicida utilizado. Os valores recebidos pelos produtores continuam estáveis e altos, variando entre R$ 25,00 e R$ 35,00/kg na venda para mercados, fruteiras e Ceasas, e entre R$ 25,00 e R$ 45,00/kg na venda direta aos consumidores.

Na região de Santa Rosa, continua a poda de renovação das plantas de morangueiro com um ano de produção e a finalização do plantio de novas mudas. A incidência de mancha-de-micosferela, causada por um fungo, exige constante vistoria e controle com fungicidas. A produção melhorou um pouco devido à luminosidade nos dias secos, mas ainda está baixa para esta época. O morango colhido é vendido na feira, no mercado público e diretamente ao consumidor por, em média, R$ 30,00/kg.

Em Soledade, os cultivos de morango implantados este ano estão atrasados no desenvolvimento devido à restrição de radiação solar. O retorno do sol em parte do período deve favorecer o crescimento das plantas. A produção está baixa, mas há boa recuperação e emissão de flores. Devido ao atraso na chegada de mudas, os plantios seguem em andamento. O preço varia de R$ 20,00 a R$ 25,00/kg.

Em Pelotas, o transplantio de mudas continua atrasado por problemas na entrega pelos viveiristas e impedimentos na importação de lotes da Argentina por questões sanitárias. As mudas dos viveiros nacionais, entregues apenas em maio, apresentam bom padrão e sanidade e estão sendo transplantadas. As mudas importadas do Chile, também de boa qualidade, estão sendo transplantadas aproveitando o período sem chuvas. As áreas em produção continuam prejudicadas pelo clima, alta umidade do ar e baixa insolação, o que afeta o desenvolvimento dos frutos e favorece doenças, principalmente fúngicas.

Em Lajeado, em Bom Princípio, a produção de morango segue baixa no momento. No entanto, os dias mais ensolarados proporcionaram boa resposta na emissão de flores, criando expectativas de maior produção nos próximos meses. Chegaram algumas das últimas remessas de mudas da cultivar Albion, importadas do Chile. Muitos produtores estão replantando mudas perdidas devido às chuvas excessivas e à cheia do rio, mas muitas lavouras perdidas não serão recuperadas pela falta de mudas ou pelo alto investimento necessário para a retomada da produção, ou ainda porque o solo segue coberto de lama, inviabilizando o plantio. Com isso, há pouquíssimo morango sendo comercializado, com preço variando entre R$ 25,00 e R$ 30,00/kg, conforme o padrão.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.