São Luís recebe etapa piloto do projeto Hortas Pedagógicas

Horta

São Luís recebe etapa piloto do projeto Hortas Pedagógicas

Duas escolas públicas municipais de São Luís, capital do Maranhão, serão beneficiadas com a implantação da etapa piloto do projeto Horta Pedagógicas
Por:
216 acessos

Duas escolas públicas municipais de São Luís, capital do Maranhão, serão beneficiadas com a implantação da etapa piloto do projeto Horta Pedagógicas, realizado pela Embrapa em parceria com o Ministério da Cidadania e com parceiros públicos municipais e estaduais.

Tratam-se da Unidade de Educação Básica – UEB Jackson Lago, na área urbana, e da UEB Augusto Mochel, na zona rural, que foram selecionadas para o projeto devido às suas ações no âmbito da sustentabilidade ambiental, um dos pilares do projeto.

“Há perspectiva de expansão do projeto para mais escolas da capital e do estado. Os parceiros esperam que a iniciativa se torne semente para uma política pedagógica de segurança alimentar e nutricional no Maranhão”, diz o chefe de transferência de tecnologia da Embrapa Cocais, Carlos Vitoriano.

Desenvolvido pela Embrapa Hortaliças, o projeto “Hortas Pedagógicas” é fruto de uma parceria nacional entre a Embrapa e o Ministério da Cidadania, com apoio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE, em prol da segurança alimentar e nutricional das comunidades atendidas, por meio da educação.

A iniciativa alia práticas de produção de hortaliças às práticas didático-pedagógicas da escola, estimulando crianças e adolescentes a levarem os conhecimentos para sua casa e comunidade. Na metodologia proposta, as hortas funcionam como sala de aula aberta, nas quais disciplinas básicas e temas transversais podem ser abordados, de forma prática, em conjunto com os aspectos agronômicos.

Além do viés multidisciplinar e da atuação em diferentes vertentes (vertentes social, econômica, ambiental), o projeto caracteriza-se como uma ação integradora entre escola, aluno, família e comunidade.

Lançamento oficial

No próximo dia 19, das 13h às 18h, a Embrapa Cocais sediará o lançamento oficial do projeto, com a realização do seminário “Hortas Pedagógicas no Contexto do Pacto Nacional para Alimentação Saudável”. Na ocasião, haverá apresentação de pôsteres sobre experiências de sucesso em segurança alimentar e nutricional em municípios do Maranhão.

O evento de lançamento também terá dois painéis: o primeiro irá abordar a importância das políticas sociais para a promoção da segurança alimentar e nutricional no Maranhão, e o segundo apresentará o papel do projeto “Hortas Pedagógicas” no avanço do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) no Maranhão.

Os mediadores dos painéis serão, respectivamente, os chefes da Embrapa Cocais, Maria de Lourdes Mendonça, e da Embrapa Hortaliças, Warley Nascimento.

Oficinas nas escolas

A implantação da etapa piloto prossegue durante toda a semana, com oficinas sobre horta e leitura de livros sobre o tema, seguidos de atividade e desafios pedagógicos. Haverá ainda treinamento para os profissionais envolvidos (professores, merendeiras, nutricionistas, diretores, coordenadores, entre outros) e para pais e alunos interessados em aprender técnicas para a produção de alimentos.

Os temas das oficinas são: produção de mudas; produção de adubo orgânico a partir de resíduos orgânicos e minhocas; implementação e manejo da irrigação; cordão vivo de proteção; manejo de insetos e plantas daninhas; cultivo de ervas medicinais, condimentares e aromáticas; elaboração de atividades pedagógicas envolvendo a horta; papel do merendeiro e do nutricionista no aprendizado escolar; importância da cultura alimentar local; e aproveitamento de alimentos como insumos para compostagem e produtos alternativos.

Segundo a analista Margarida Gorga, coordenadora nacional do projeto pela Embrapa, a implantação inclui capacitações que aliam práticas de produção de hortaliças às práticas didático-pedagógicas, envolvendo toda a comunidade escolar. “O objetivo é contribuir para que crianças e adolescentes estejam melhor alimentados e que sejam conhecedores dos alimentos necessários para uma dieta saudável e equilibrada”, resumiu.

Parceria entre instituições

No estado do Maranhão, são responsáveis pela execução do projeto a Embrapa Cocais e secretarias municipais da Prefeitura de São Luís, como a Secretaria Municipal de Educação (Semed), por meio do Núcleo de Educação Ambiental, a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp), vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (SEMSA) e a Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento de São Luís (SEPLAN).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink