Embrapa abre inscrições para reunião de pesquisa sobre manejo de resistência

Evento

Embrapa abre inscrições para reunião de pesquisa sobre manejo de resistência

Evento reunirá pesquisadores da Embrapa e de instituições parceiras, consultores técnicos e profissionais ligados ao setor agrícola no estado
Por:
514 acessos

Os resultados do monitoramento da resistência a pragas, doenças e plantas daninhas na safra 2017/2018 em Mato Grosso serão apresentados e discutidos no dia 30 de agosto em uma reunião técnica realizada na Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop. O evento reunirá pesquisadores da Embrapa e de instituições parceiras, consultores técnicos e profissionais ligados ao setor agrícola no estado.

Os interessados em participar devem preencher este questionário até o dia 31 de julho. O preenchimento, entretanto, não é a garantia da inscrição, uma vez que há limite de vagas. Caso haja uma demanda maior do que o número de assentos disponíveis no auditório, a comissão organizadora fará uma seleção entre os inscritos, de modo a priorizar aqueles que estão no dia-a-dia das lavouras e podem contribuir melhor para as discussões e para a continuidade do trabalho.

A Reunião de Pesquisa sobre Manejo de Resistência é parte de um trabalho multi-institucional que faz o acompanhamento de pragas, doenças e plantas daninhas nas lavouras de Mato Grosso para evitar ou mitigar os problemas ocasionados pela resistência.

A resistência é um processo evolutivo que seleciona dentro de uma população indivíduos resistentes a determinada forma de controle. Na agricultura o aparecimento de insetos, fungos e plantas daninhas resistentes ocasiona perda da eficiência de tecnologias e aumento no custo de produção. Dessa forma, o monitoramento dos níveis de suscetibilidade deve ser feito regionalmente para se evitar que indivíduos resistentes se dispersem e aumentem a abrangência do problema.

Neste encontro, espera-se reunir pesquisadores  e consultores técnicos que estão acompanhando o surgimento do problema no campo. Além de discutirem o cenário atual e as estratégias para reduzir o problema, o grupo deverá propor as ações para dar continuidade ao trabalho.

De acordo com o coordenador do evento e pesquisador na área de entomologia da Embrapa Agrossilvipastoril, Rafael Pitta, o objetivo é o de se ampliar a rede de colaboração em todas as regiões produtoras do estado e estreitar a comunicação entre a pesquisa e assistência técnica, para que a informação chegue mais rapidamente ao produtor.

A programação da reunião contará com apresentações sobre os resultados do monitoramento de pragas, plantas daninhas e doenças na safra 2017/2018 e os resultados das Unidades de Referência Tecnológica em Manejo Integrado de Pragas (MIP). Haverá ainda um espaço para que os consultores participantes relatem os episódios de resistência identificados por eles nas lavouras que monitoram.

No período da tarde, haverá uma conversa sobre a padronização e os cuidados com as coletas de pragas, plantas daninhas e doenças para os estudos de resistência e, por fim, será definido o planejamento das ações de monitoramento para a próxima safra, bem como as parcerias para realização do trabalho.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink