Embrapa no Pará lança seu primeiro edital de inovação aberta

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Embrapa no Pará lança seu primeiro edital de inovação aberta

A chamada é aberta a todo o Brasil e as propostas podem ser enviadas até o dia 20 de abril
Por:

O edital da primeira chamada pública para Inovação Aberta para a Amazônia busca parceiros da iniciativa privada (empresas, startups), cooperativas e demais produtores organizados para co-desenvolver soluções tecnológicas para a região em parceria com a Embrapa Amazônia Oriental. A chamada é aberta a todo o Brasil e as propostas podem ser enviadas até o dia 20 de abril.

Acesse aqui o edital

O edital aceita propostas em seis temas ou linhas: Bioeconomia avançada, Conservação e Uso sustentável de espécies florestais, Responsabilidade ambiental, Inovação social, Sistemas de produção sustentáveis e Transformação digital. Elas devem atender a demandas de mercado para um período máximo de 50 meses e contarão com investimentos financeiros e não-financeiros da Embrapa. 

“A ideia é promover o co-desenvolvimento de softwares, produtos agroindustriais e alimentícios ou serviços, tendo como base a agropecuária, floresta e biodiversidade da região”, exemplifica Bruno Giovany de Maria, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Amazônia Oriental. Empresas, startups, cooperativas e associações de produtores de todo o país podem submeter propostas.
 
O gestor afirma que os recursos da Embrapa já estão garantidos e o volume é definido a partir do tipo de parceria, que pode ser com empresas ou associações de pequeno, médio ou grande porte. Todas as partes entram com investimentos financeiros e materiais. As propostas passarão por etapas de seleção qualificatória e classificatória, e o resultado será anunciado no dia 3 de maio.

Inovação aberta

A inovação aberta envolve o co-desenvolvimento de produtos, serviços e processos a partir de ideias coletivas. O processo de construção da inovação aberta agrega expertises da pesquisa, do mercado e do segmento produtivo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink