Logística Reversa para Embalagens de Agrotóxicos no Brasil
CI
Agronegócio

Logística Reversa para Embalagens de Agrotóxicos no Brasil

Logística Reversa para Embalagens de Agrotóxicos no Brasil
Por:

O presente artigo explora os fatores relevantes para a implantação da logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos no Brasil. O objetivo foi  de mapear a prática da logística reversa para as diferentes culturas. Comparando-se o ano 2002, 2003 e 2004, os resultados mostraram: a) o retorno de embalagens vazias por hectare aumentou 242,8 %, b)  o Estado do Mato Grosso foi o Estado que apresentou maior retorno de embalagens vazias com 0,44 kg/ha, seguido dos Estados de São Paulo e Paraná,  que responderam por 0,37 e 0,34 kg ha-1 das embalagens retornadas. A análise de resultados indica que o volume de retorno por Estado depende da área total plantada e das culturas exploradas, uma vez que, o padrão de consumo de defensivos agrícolas e fertilizantes varia de acordo com as  necessidades de cada cultura. 

 

Veja o artigo na integra clicando aqui.

 

Autora: Gleriani Torres Carbone.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.