Bula Alaclor + Atrazina SC Nortox - Nortox

Bula Alaclor + Atrazina SC Nortox

CI
Alacloro; Atrazina
11601
Nortox

Composição

Alacloro 240 g/L
Atrazina 250 g/L

Classificação

Terrestre
Herbicida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Seletivo, Não sistêmico, Pré-emergência

Bujão de plástico para 5 e 10 litros; Bombona plástica para 20 litros.

INSTRUÇÕES DE USO

ALACLOR ATRAZINA SC NORTOX é um herbicida seletivo, pré-emergente apresentado sob a forma de suspensão concentrada. Sua aplicação sobre o solo logo após a semeação ou plantio da cultura econômica para qual é indicado, proporciona perfeito controle de gramíneas e plantas daninhas de folhas largas.

CULTURAS

É indicado para as culturas de Cana-de-açúcar e Milho.

MODO DE APLICAÇÃO

ALACLOR ATRAZINA SC NORTOX é aplicado sobre o solo bem preparado, livre de torrões, resíduos, detritos, além de conter um bom teor de umidade solo para sua melhor ação herbicida.
Para preparar melhor a calda, colocar a dose indicada de ALACLOR ATRAZINA SC NORTOX no pulverizador com água até ¾ de sua capacidade e em seguida completar o volume agitando-se constantemente. Na aplicação o volume de água utilizado por hectare é de 200-300 litros. ALACLOR ATRAZINA SC NORTOX deve ser aplicado através de equipamentos costais manuais ou tracionados e acionados por tratores. São indicados bicos de jato em leque, que formam ângulos de 80 ou 100 graus e série 03-04 ou similar, distanciados, 50 cm entre si e altura, em relação ao solo entre 50 a 60 cm. Os bicos regulados à pressão de 30 a 40 libras/pol², obtendo-se tamanhos de gotas com VMD entre 400 a 600 mícron e densidade de 20 a 30 gotas/cm².

INTERVALO DE SEGURANÇA

Cana-de-açúcar e milho: Não determinado devido a modalidade de emprego.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes deste período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPIs) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

- A umidade é importante para a ativação do herbicida. Não aplique o produto com o solo seco.
- Uso restrito as culturas agrícolas, alvos e doses registrados.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas infestantes a ele resistentes. Como prática de manejo de resistência de plantas infestantes deverão ser aplicados, alternadamente, herbicidas com diferentes mecanismos de ação, devidamente registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos, recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação. Para maiores esclarecimentos, consulte um Engenheiro Agrônomo.

O herbicida ALACLOR + ATRAZINA SC NORTOX é composto por Alacloro e Atrazina, que apresentam mecanismos de ação inibidores da divisão celular (ou inibição de VLCFA – ácidos graxos de cadeia muito longa) e inibidores da fotossíntese no fotossistema II pertencente ao Grupo K3 e C1, segundo classificação internacional do HRAC (Comitê de Ação à Resistência de Herbicidas). O uso sucessivo de herbicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população da planta daninha alvo resistente a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e um consequente prejuízo. Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas e para evitar os problemas com a resistência, seguem algumas recomendações:
- Rotação de herbicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo K3 e C1 para o controle do mesmo alvo, quando apropriado.
- Adotar outras práticas de controle de plantas daninhas seguindo as boas práticas agrícolas.
- Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto.
- Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e a orientação técnica da aplicação de herbicidas.
- Informações sobre possíveis casos de resistência em plantas daninhas devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD: www.sbcpd.org), Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas Daninhas aos Herbicidas (HRAC-BR: www.hrac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).