Bula Dimilin 80 WG - Arysta Lifescience
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Bula Dimilin 80 WG

Diflubenzurom
2607
UPL

Composição

Diflubenzurom 800 g/kg

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida Fisiológico
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Granulado Dispersível (WG)
Fisiológico inibidor da síntese de quitina

Saco de papel laminado: 50, 100, 125, 200, 250 e 500g; 1, 5, 10, 20, 25, e 50 kg.
Saco plástico: 50, 100, 125, 200, 250 e 500g; 1, 5, 10, 20, 25, e 50 kg.
Saco metalizado ou aluminizado: 50, 100, 125, 200, 250 e 500g; 1, 5, 10, 20, 25, e 50 kg.
Saco plástico inserido em cartucho de papelão: 50, 100, 200, 250, 500 e 1000g.
Saco plástico contendo saches hidrossolúveis de 10, 20, 25, 50, 100 e 200g: 50, 100, 200, 250, 500 e 1000g.
Caixa de papelão cartonada com saches hidrossolúveis de 10, 20, 25, 50, 100 e 200g: 50, 100, 200, 250, 500 e 1000g.
Barrica/bombona de fibrolata com saco plástico interno: 1, 5, 10, 25, 50, 100, 150, 200, 210, 220, 250 e 500 kg.
Balde/bombona de metal e plástico com saco plástico interno: 1, 5, 10, 25, 50, 100, 150, 200, 210, 220, 250 e 500 kg.
Big bag de plástico: 50, 100, 200, 250, 500, 1.000 e 2.000 kg.
Pote plástico rígido: 100, 200, 250 e 500g; 1,5 e 10 kg.

INSTRUÇÕES DE USO

Dimilin 80 WG é inseticida fisiológico, cujo ingrediente ativo, DIFLUBENZUROM, atua interferindo na deposição de quitina, um dos principais componentes da cutícula dos insetos. Após a ingestão de Dimilin 80 WG, as larvas têm dificuldades na ecdise. A cutícula mal formada do novo ínstar não suporta a pressão interna durante a ecdise e/ou não consegue dar suficiente suporte aos músculos envolvidos. Isso resulta numa incapacidade em liberar a exúvia e finalmente conduz à morte das larvas. Dimilin 80 WG atua principalmente por ação de ingestão.
O composto não tem efeito sistêmico nas plantas e não penetra nos tecidos vegetais.
Consequentemente, insetos sugadores não são afetados: essas características formam a base de uma seletividade adicional entre os insetos.

MODO DE APLICAÇÃO / EQUIPAMENTOS

Dimilin 80 WG deve ser preparado em mistura com água e aplicado em pulverização, usando o volume de calda suficiente para dar cobertura uniforme.
Pulverização via terrestre:
- Costal: utilizar bicos cônicos das séries D, X ou equivalente com pressão de 40 a 60 lb/pol² (p.s.i).
- Tratorizado: quando aplicar com barra, usar bico cônico das séries D, X ou equivalente, com pressão de 40 a 60 lb/pol² (p.s.i.) nos bicos.

Pulverização via aérea:
Nas culturas de algodão, milho, soja ou trigo, o avião deverá ser equipado com micronair AU 5000.
Largura da faixa: a ser definida por teste, dependendo da altura do voo.
Volume da calda: 15 a 20 litros por hectare.
Calcular a dose do produto de forma a manter a dose indicada por hectare.
Dimilin 80 WG não deve ser aplicado com Umidade Relativa (UR) abaixo de 60%.
Dimilin 80 WG não deve ser aplicado com equipamento de ultra-baixo-volume (UBV).

INTERVALO DE SEGURANÇA

Algodão e café: 28 dias
Cana-de-açúcar e trigo: 30 dias
Milho: 60 dias
Soja: 21 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas após a aplicação). Caso necessite entrar antes desse período, utilize os equipamentos de proteção individual (EPI's) recomendados para o uso durante a aplicação.

LIMITAÇÕES DE USO

Dimilin 80 WG não apresenta restrições de uso desde que seja utilizado de acordo com as recomendações constantes na bula do produto.
Dimilin 80 WG não deve ser aplicado com Umidade Relativa (UR) abaixo de 60%.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Sempre que houver disponibilidade de informações sobre programas de Manejo Integrado, provenientes da pesquisa pública ou privada, recomenda-se que estes programas sejam implementados.

GRUPO 15 INSETICIDA

A resistência de pragas a agrotóxicos ou qualquer outro agente de controle pode tornar-se um problema econômico, ou seja, fracassos no controle da praga podem ser observados devido à resistência.
O inseticida Dimilin® 80 WG pertence ao grupo 15 (inibidores da biossíntese de quitina, tipo 0, Lepidoptera) e o uso repetido deste inseticida ou de outro produto do mesmo grupo pode aumentar o risco de desenvolvimento de populações resistentes em algumas culturas.
Para manter a eficácia e longevidade do Dimilin® 80 WG como uma ferramenta útil de manejo de pragas agrícolas, é necessário seguir as seguintes estratégias que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência:
Adotar as práticas de manejo a inseticidas, tais como:
- Rotacionar produtos com mecanismo de ação distinto do grupo 15. Sempre rotacionar com produtos de mecanismo de ação efetivos para a praga alvo.
- Usar Dimilin® 80 WG ou outro produto do mesmo grupo químico somente dentro de um “intervalo de aplicação” (janelas) de cerca de 30 dias.
- Aplicações sucessivas de Dimilin® 80 WG podem ser feitas desde que o período residual total do “intervalo de aplicações” não exceda o período de uma geração da praga-alvo.
- Seguir as recomendações de bula quanto ao número máximo de aplicações permitidas. No caso específico do Dimilin® 80 WG, o período total de exposição (número de dias) a inseticidas do grupo químico dos inibidores da biossíntese de quitina, tipo 0, Lepidoptera não deve exceder 50% do ciclo da cultura ou 50% do número total de aplicações recomendadas na bula.
- Respeitar o intervalo de aplicação para a reutilização do Dimilin® 80 WG ou outros produtos do Grupo 15 quando for necessário;
- Sempre que possível, realizar as aplicações direcionadas às fases mais suscetíveis das pragas a serem controladas;
- Adotar outras táticas de controle, previstas no Manejo Integrado de Pragas (MIP) como rotação de culturas, controle biológico, controle por comportamento etc., sempre que disponível e apropriado;
- Utilizar as recomendações e da modalidade de aplicação de acordo com a bula do produto;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de inseticidas;
- Informações sobre possíveis casos de resistência em insetos e ácaros devem ser encaminhados para o IRAC-BR (www.irac-br.org), ou para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura.gov.br).