Bula Monitrap

acessos
Serricornin
4297
Bequisa

Composição

Serricornim 24 g/kg Cetona alifática

Classificação

Feromônio
IV - Pouco tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Feromônio
Atrativo sexual, Feromônio
Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Caruncho do fumo
(Lasioderma serricorne)
1 armadilha / 14 metros - - As inspeções das armadilhas devem ser feitas semanalmente. Sem restrições, devido a natureza do produto. Na ocorrência de um alto nível de infestação do ‘’Bicho-do-fumo’’ (acima de 50 insetos/armadilha/semana), recomenda-se efetuar o expurgo

Peso líquido: 10 cartelas com 20 pastilhas (36 g).

INSTRUÇÕES DE USO: CULTURA / PRAGA CONTROLADA: Fumo: Lasioderma serricorne.

DOSE: 1 armadilha a cada 7 metros de diâmetro.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:
• As inspeções nas armadilhas devem ser feitas semanalmente. Havendo suspeita de infestação, recomenda-se inspecionar duas vezes por semana, sendo que as armadilhas devem ser trocadas a cada 8 - 10 semanas. Na ocorrência de um alto nível de infestação do “Bicho-do-fumo, (acima de 50 insetos/armadilha/semana), recomenda-se efetuar o expurgo.

MODO DE APLICAÇÃO:
• Dobre a armadilha de acordo com as marcas indicadas;
• Remova o papel da superfície adesiva;
• Retire um comprimido da cartela dourada e um da cartela prateada e cole os dois na superfície adesiva ao centro, com 5 cm de distância um do outro e termine de montar a armadilha. NÃO REMOVA A MEMBRANA PERMEÁVEL TRANSPARENTE DOS COMPRIMIDOS.
• Dividir o espaço do armazém por área onde serão colocadas as armadilhas, de modo que cada uma delas exerça um raio de ação de 7 m de diâmetro. Ou seja, a próxima armadilha deverá ser colocada a 14 metros de distância e assim por diante, até preencher todo o espaço.
• A montagem e colocação das armadilhas é feita manualmente.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
• Sem restrições, devido a natureza do produto e a cultura aplicada.

LIMITAÇÕES DE USO:
- Fitotoxicidade: Não são conhecidos casos de fitotoxicidade.



INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS: sem restrições.

DADOS RELATIVOS ÀS PRECAUÇÕES E RECOMENDAÇÕES GERAIS QUANTO A PRIMEIROS SOCORROS ANTÍDOTO E TRATAMENTO NO QUE DIZ RESPEITO À SAÚDE HUMANA.

PRECAUÇÕES GERAIS:
Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto.
Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.
Mantenha o produto afastado de crianças e animais domésticos.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO DO PRODUTO:
Evite contato com a pele, olhos, nariz e boca
Durante a manipulação use luvas, avental e botas
Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e VEJA PRIMEIRO SOCORROS.
Caso o produto seja inalado ou aspirado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS SOCORROS.
Use luvas de borracha
Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIRPOS SOCORROS.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO:
Use luvas, avental e colocar as armadilhas conforme indicadas.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO:
Não reutilize a embalagem vazia.
Mantenha o restante do produto adequadamente fechado na embalagem original, em local trancado, longe do alcance das crianças e animais.
Tome banho e lave as roupas.
Mantenha afastado das áreas de aplicação crianças e animais domésticos.

PRIMEIROS SOCORROS:
Ingestão:
Provoque vômito e procure logo o médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto.

Olhos:
Lave com água em abundância durante 15 minutos e procure o médico se necessário, levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto.

Pele:
Em caso de contato com a pele lave-a com água e sabão e se houver irritação, procure o médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto.

Inalação:
Em caso de inalação, procure lugar arejado. Caso seja necessário, procure o médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto.

TRATAMENTO MÉDICO DE EMERGÊNCIA E ANTÍDOTO:
Não há antídoto específico. Tratamento sintomático.

MECANISMO DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO PARA O SER HUMANO:
Ação:
O produto só tem ação de atrativo para os insetos.

Absorção:
Só é absorvido se ingerido.

Excreção:
É excretado pela urina e fezes.

Efeitos agudos e crônicos:
O produto não é tóxico, apenas atrativo sexual.

Efeitos colaterais e sintomas de alarme:
O produto se ingerido pode apenas provocar diarréia ou vômitos.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE:
• Este é um produto:

( X ) Pouco perigoso ao meio ambiente (Classe IV)

• Utilize somente na forma recomendada
• Descarte corretamente as embalagens - siga as instruções da bula
• Em caso de acidente, siga corretamente as instruções constantes na bula.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVA-ÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES:
• Mantenha o produto em sua embalagem original, em local seguro e isolado de alimentos e bebidas.
• Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES:
• Contate as autoridades locais competentes e a Empresa Bernardo Quimica S/A Tel. de Emergência: (13) 3565-1212.

PROCEDIMENTOS DE LAVAGEM, ARMAZENAMENTO, DEVOLUÇÃO, TRANSPORTE E DESTINAÇÃO DE EMBALAGENS VAZIAS E RESTOS DE PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO:

- ESTA EMBALAGEM NÃO PODE SER LAVADA
- ARMAZENAMENTO DA EMBALAGEM VAZIA
• O armazenamento da embalagem vazia, até sua devolução pelo usuário, deve ser efetuado em local coberto, ventilado, ao abrigo de chuva e com piso impermeável, no local próprio onde guardadas as embalagens cheias.
• Use luvas no manuseio dessa embalagem.
• Essa embalagem deve ser armazenada com sua tampa, em caixa coletiva, quando existente, separadamente das embalagens lavadas.

DEVOLUÇÃO DA EMBALAGEM VAZIA
• No prazo de até um ano da data da compra, é obrigatória a devolução da embalagem vazia, com tampa, pelo usuário, ao estabelecimento onde foi adquirido o produto ou no local indicado na nota fiscal, emitida no ato da compra.
• Caso o produto não tenha sido totalmente utilizado nesse prazo, a devolução deverá ocorrer até o fim do seu prazo de validade.

TRANSPORTE
• As embalagens vazias não podem ser transportadas junto com alimentos, bebidas, medicamentos, rações, animais e pessoas.

DESTINAÇÃO FINAL DAS EMBALAGENS VAZIAS
• A destinação final das embalagens vazias, após a devolução pelos usuários, somente poderá ser realizada pela Empresa Registrante ou por empresas legalmente autorizadas pelos órgãos competentes.

É PROIBIDO AO USUÁRIO A REUTILIZAÇÃO E A RECICLAGEM DESTA EMBALAGEM VAZIA OU FRACIONAMENTO E REEMBALAGEM DESTE PRODUTO

EFEITOS SOBRE O MEIO AMBIENTE DECORRENTES DA DESTINAÇÃO INADEQUADA DA EMBALAGEM VAZIA E RESTOS DE PRODUTOS
A destinação inadequada das embalagens vazias e restos de produtos no meio ambiente causa contaminação do solo, da água e do ar, prejudicando a fauna, a flora e a saúde das pessoas.

PRODUTOS IMPRÓPRIOS PARA UTILIZAÇÃO OU EM DESUSO
Caso este produto venha a se tornar impróprio para utilização ou em desuso, consulte o registrante através do telefone indicado no rótulo para sua devolução e destinação final.

A desativação do produto é feita através de incineração em fornos destinados para este tipo de operação e aprovados pelo órgão estadual responsável, equipados com câmaras de lavagem de gases e efluentes.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado de pragas, que incluem todos os princípios e métodos disponíveis, viáveis de controle.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se a praga-alvo desenvolver algum mecanismo de resistência.
Recomenda-se portanto, as seguintes providências de manejo de resistência:
-Não utilizar o mesmo produto, ou produto de mesma classe ou modo de ação em gerações consecutivas do problema fitossanitário.
-Utilizar somente as doses recomendadas, utilizando equipamentos devidamente calibrados.
Sempre que possível, adotar outras métodos de controle ou redução populacional, como controle cultural, físico ou biológico, dentro de um programa de manejo integrado apropriado.