Bula Monitrap - Bequisa
CME MILHO (SET/20) US$ 3,076 (-1,22%)
| Dólar (compra) R$ 5,41 (1,29%)

Bula Monitrap

Serricornim
4297
Bequisa

Composição

Serricornim 24 g/kg

Classificação

Armadilhas
Feromônio
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Gerador de Gás (GE)
Atrativo sexual

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Calda Terrestre Dosagem
Lasioderma serricorne (Caruncho do fumo)

Peso líquido: 10 cartelas com 20 pastilhas (36 g).

INSTRUÇÕES DE USO

MONITRAP é uma armadilha adesiva a base de Feromônio Sexual Sintético e atrativo alimentar destinada ao monitoramento de Lasioderma serricorne (Bicho do Fumo) em qualquer cultura na qual ocorra a presença do inseto. A combinação de feromônio e atrativo alimentar serve para atrair insetos machos e fêmeas respectivamente.

CULTURA, PRAGA E DOSE UTILIZADA

Qualquer cultura na qual ocorra a presença do alvo biológico Lasioderma serricorne (Bicho do Fumo). Dose utilizada: 1 armadilha contendo 2 pastilhas (1 pastilha da cartela dourada e 1 da cartela prateada) a cada 14 metros de distância.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

As inspeções das armadilhas devem ser feitas semanalmente. Havendo suspeita de infestação, recomenda-se inspecionar duas vezes por semana, sendo que as armadilhas devem ser trocadas a cada 1 mês. Na eventualidade das mesmas saturarem de insetos ou sua adesividade ficar prejudicada pelo excesso de pó, substituí-las imediatamente. Na ocorrência de um alto nível de infestação do ‘’Bicho do Fumo’’, (acima de 50 insetos / armadilha / semana), recomenda-se efetuar a fumigação.

MODO DE APLICAÇÃO

- Para montar a armadilha, dobre a cartela de acordo com as marcas indicadas;
- Remova o papel da superfície adesiva da cartela;
- Retire 1 pastilha da cartela dourada e 1 da cartela prateada e cole as duas na superfície adesiva ao centro da cartela, com 5 cm de distância uma da outra e termine de montar a armadilha.

NÃO REMOVA A MEMBRANA PERMEÁVEL TRANSPARENTE DAS PASTILHAS

- Dividir o espaço do armazém por área onde serão colocadas as armadilhas, de modo que cada uma delas exerça um raio de ação de 7 metros, ou seja, a próxima armadilha deverá ser colocada a 14 metros de distância e assim por diante, até preencher todo o espaço;
- A montagem e colocação das armadilhas são feitas manualmente.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Sem restrições devido à natureza do produto.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Sem restrições.

LIMITAÇÕES DE USO

Não determinado, devido à modalidade de emprego.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Qualquer agente de controle de pragas e doenças pode ficar menos efetivo ao longo do tempo devido ao desenvolvimento de resistência. Para tanto, deve-se utilizar a rotação de produtos com mecanismos de ação distintos, somente na época, na dose e nos intervalos de aplicação recomendados no rótulo/bula.

A resistência de pragas a agrotóxicos ou qualquer outro agente de controle pode tornar-se um problema econômico, ou seja, fracassos no controle da praga podem ser observados devido à resistência. Para manter a eficácia e longevidade do MONITRAP® como uma ferramenta útil de manejo de pragas agrícolas, é necessário seguir as seguintes estratégias que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência:
- Adotar outras táticas de controle, previstas no Manejo Integrado de Pragas (MIP) como rotação de culturas, controle biológico, controle por comportamento etc., sempre que disponível e apropriado;
- Utilizar as recomendações e da modalidade de aplicação de acordo com a bula do produto;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de inseticidas;
- Informações sobre possíveis casos de resistência em insetos e ácaros devem ser encaminhados para o IRAC-BR (www.irac-br.org.br), ou para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (www.agricultura.gov.br).