Bula Rubigan 120 EC

acessos
Fenarimol
3438203
Cross Link

Composição

Fenarimol 120 g/L Pirimidinil Carbinol

Classificação

Fungicida
III - Medianamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Sistêmico
Abóbora Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
15 a 20 mL p.c./100L água 800 a 1000 L de calda/ha - Reaplicar a intervalos de 10 a 14 dias. 4 dias. Primeira aplicação no início do aparecimento dos primeiros sintomas da doença
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Podosphaera leucotricha)
40 a 60 mL p.c./100L água 1000 L de calda/ha - Reaplicar com intervalos de 7 a 10 dias, realizando no máximo 6 aplicações. 28 dias. Primeira aplicação no início da brotação
Sarna da maçã
(Venturia inaequalis)
40 a 60 mL p.c./100L água 1000 L de calda/ha - Reaplicar com intervalos de 7 a 10 dias, realizando no máximo 6 aplicações. 28 dias. Primeira aplicação no início da brotação
Melancia Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
15 a 20 mL p.c./100L água 800 a 1000 L de calda/ha - Reaplicar a intervalos de 10 a 14 dias. 4 dias. Primeira aplicação no início do aparecimento dos primeiros sintomas da doença
Melão Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
15 a 20 mL p.c./100L água 800 a 1000 L de calda/ha - Reaplicar a intervalos de 10 a 14 dias. 4 dias. Primeira aplicação no início do aparecimento dos primeiros sintomas da doença
Pepino Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca fuliginea)
15 a 20 mL p.c./100L água 800 a 1000 L de calda/ha - Reaplicar com intervalos de 10 a 14 dias. Realizar no máximo 5 aplicações. 4 dias. Primeira aplicação no início do aparecimento dos primeiros sintomas da doença
Rosa Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Sphaerotheca pannosa)
40 a 60 mL p.c./100L água 1000 L de calda/ha - Reaplicar com intervalos de 10 a 14 dias. UNA Primeira aplicação no início do aparecimento dos primeiros sintomas da doença
Seringueira Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mal das folhas
(Microcyclus ulei)
0,6 L p.c./ha 180 a 500 L de calda/ha - Intervalos de 7 dias. UNA Aplicar no período de reenfolhamento das plantas
Soja Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ferrugem asiática
(Phakopsora pachyrhizi)
0,25 a 0,3 L p.c./ha 200 a 250 L de calda/ha - Realizar no máximo 3 aplicações por ciclo da cultura. 20 dias. Primeira aplicação preventivamente, quando as condições climáticas forem favoráveis ao aparecimento da doença e reaplique com o surgimento dos primeiros sintomas da doença
Oídio
(Microsphaera diffusa)
0,2 a 0,25 L p.c./ha 200 a 250 L de calda/ha - Reaplicar se o nível de infecção for novamente atingido. 20 dias. Iniciar as aplicações quando o nível de infecção da doença atingir 30% da área foliar, avaliando-se as duas faces da folha
Uva Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Uncinula necator)
15 a 20 mL p.c./100L água 600 a 1000 L de calda/cova - Reaplicar com intervalos de 10 dias, com no máximo de 4 aplicações. 15 dias. Iniciar as aplicações quando as brotações estiverem com 15 a 20 cm e no aparecimento dos primeiros sintomas da doença

Frascos de plásticos: 500 ml e 1 L. Bombonas plásticas: 5 L.

INSTRUÇÕES DE USO:

CULTURAS/DOSES/DOENÇAS CONTROLADAS: Vide seção “Indicações de Uso/Doses”.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO:

- Abóbora, Melão, Melancia: Faça a primeira aplicação no início do aparecimento dos sintomas da doença. Reaplique a intervalos de 10 a 14 dias entre as aplicações, realizando no máximo 7 aplicações.
- Pepino: Faça a primeira aplicação no início do aparecimento dos sintomas da doença. Reaplique a intervalos de 10 a 14 dias entre as aplicações, realizando no máximo 5 aplicações.
- Maçã: Faça a primeira aplicação no início da brotação. Reaplique a intervalos de 7 a 10 dias entre as aplicações, realizando no máximo 6 aplicações.Utilize as doses mais baixas nas primeiras aplicações.
- Uva: Inicie as aplicações quando as brotações estiverem com 15-20 cm e no aparecimento dos primeiros sintomas da doença. Reaplique a intervalos de 10 dias, realizando no máximo 4 aplicações.
- Rosa: Faça a primeira aplicação no início do aparecimento dos sintomas da doença. Reaplique a intervalos de 10 a 14 dias.
- Seringueira: Aplique no período de reenfolhamento das plantas, a intervalos de 7 dias.
- Soja:
a) Oídio: Inicie as aplicações quando o nível de infecção da doença atingir de 30% da área foliar, avaliando-se as duas faces da folha. Reaplique se o nível de infecção citado for novamente atingido.
b) Ferrugem: Faça a primeira alicação preventivamente, quando as condições climáticas forem favoráveis ao aparecimento da doença e rea´lique no surgimento dos primeiros sintomas da ferrugem. Faça no máximo 3 aplicações de Rubigan 120 EC por ciclo da cultura e se necessário, aplique outros fungicidas registrados para o controle da ferrugem.

MODO DE APLICAÇÃO:
- No início do ciclo da cultura, usar as doses menores, com intervalos mais reduzidos entre as aplicações.
- Preparação da calda de pulverização: colocar água limpa até a metade do tanque do pulverizador, adicionar a quantidade recomendada do produto e completar o tanque, mantendo-se a calda sob agitação.
Recomenda-se aplicar a calda no mesmo dia do preparo.
- O uso de espalhante adesivo melhora a eficácia de RUBIGAN 120 CE: usá-Io de acordo com a
recomendação do fabricante.
- As condições climáticas recomendadas para as pulverizações de RUBIGAN 120 CE são: Temperatura
(máximo de 27°C); Vento (inferior a 8 km/hora), e Umidade Relativa do Ar alta (minimo de 55%).
- A critério do Engenheiro Agrônomo ou Técnico Responsável, as condições de aplicação e/ou os equipamentos poderão ser alterados.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Abóbora, Melão, Melancia, Pepino: 4 dias.
Uva: 15 dias.
Maça: 28 dias.
Soja: 20 dias.
Rosa: U.N.A.
Seringueira: U.N.A.
* U.N.A.: Uso Não Alimentar.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
Intervalo para todas as culturas é de 12 horas. Caso haja necessidade de reentrada na área tratada antes de 12 horas, use macacão hidrorrepelente com mangas compridas, touca árabe, protetor ocular (óculos ou viseira facial), luvas e botas de borracha, avnetal impermeável e mascara com filtro de carvão cobrindo o nariz e boca.

LIMITAÇÕES DE USO:
- Fitotoxicidade para as culturas indicadas:
Nas doses e estágios recomendados das culturas, o produto não é fitotóxico.

- Compatibilidade:
Não aplique o produto em caldas alcalinas. Ajuste a calda de pulverização para pH 5 a 6.

INFORMAÇÕES SOBRE EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS:
RUBIGAN 120 EC pode ser aplicado por equipamentos tratorizados, costais manuais motorizados, devidamente calibrados para distribuir uniformemente o produto sobre as partes vegetais.

MEDIDAS GERAIS E PRIMEIROS SOCORROS: Leia e siga as instruções do rótulo. Em caso de ingestão acidental, NÃO provoque vômito, beba água e procure imediatamente um médico levando a embalagem ou o rótulo do produto. Evite a inalação ou a aspiração do produto. Caso isto aconteça, procure local arejado e, se houver sinais de intoxicação, chame o médico. Evite o contato com os olhos. Caso isto aconteça, lave-os com água corrente durante 15 minutos e, se persistir a irritação, procure um médico levando a embalagem ou o rótulo do produto. Evite contato com a pele. Caso isto aconteça, lave imediatamente as partes atingidas com água e sabão em abundância e, se houver sinais de irritação, procure o médico. Procure imediatamente assistência médica em qualquer caso de suspeita de intoxicação. Não dê nada por via oral a uma pessoa inconsciente.

Durante a manipulação, preparação da calda ou aplicação, use macacão com mangas compridas, avental impermeável, chapéu impermeável de abas largas, botas, máscaras protetoras especiais, providas de filtros adequados a cada tipo de produto. Não utilize equipamentos com vazamentos. Não desentupa bicos, orifícios, válvulas, tubulações, etc., com a boca. Distribua o produto da própria embalagem, sem contato manual. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas. Use luvas impermeáveis. Aplique somente as doses recomendadas. Evite comer, beber ou fumar durante o manuseio ou aplicação do produto. lnutilize e enterre profundamente as embalagens do produto. Não aplique o produto com as mãos desprotegidas. Use luvas impermeáveis. Após utilizar o produto, remova as roupas protetoras e tome banho.

Não contamine lagos, fontes, rios e demais coleções de água, lavando as embalagens e aparelhagem aplicadora, bem como lançando-lhes seus restos. Mantenha afastados da área de aplicação, crianças, animais domésticos e pessoas desprotegidas, por um período de 7 dias após a aplicação do produto. Mantenha o produto afastado de alimentos ou de ração animal. Mantenha a embalagem original sempre fechada e em lugar seco e ventilado. Mantenha a embalagem longe do fogo. Produto tóxico para peixes. Uso exclusivamente agrícola.

SINTOMAS DE ALARME: Desconhecidos.

ANTÍDOTO E TRATAMENTO: Antídoto desconhecido. Tratamento das intoxicações é sintomático.

Persistência e Degradação no ambiente: O princípio ativo possui uma persistência MÉDIA no ambiente. Deslocamento no ambiente: O produto apresenta um deslocamento pequeno para as regiões vizinhas.

- Inclua outros métodos de controle de doenças (ex.: época de plantio, variedades resistentes, controle cultural) dentro do programa de Manejo Integrado.

O uso continuado de um fungicida ou grupo de fungicidas com o mesmo modo de ação, numa mesma área pode favorecer o aumento de populações tolerantes a estes produtos ao longo do tempo. A adoção de estratégias de manejo de resistência a fungicidas é importante para evitar ou diminuir os riscos de desenvolvimento destas populações tolerantes, preservando os benefícios da efetividade dos produtos.
- Sempre que possível, faça a rotação de produtos com diferente(s) modo(s) de ação(ões), que controle(m) a mesma doença.
- Use somente as dosagens recomendadas na bula.
- Consulte sempre um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o Manejo de Resistência de Fungicidas.
- Caso a doença continue a se desenvolver normalmente após o uso do produto, não aumente a dose além do limite recomendado. Procure a orientação do Engenheiro Agrônomo.

Compatibilidade

Não compatível com caldas alcalinas