Bula Telper - TOPBIO

Bula Telper

CI
Telenomus podisi
32120
TOPBIO

Composição

Telenomus podisi 210 Parasitóides/cápsula

Classificação

Terrestre/Aérea
Inseticida biológico
Não determinada devido à natureza do produto (inimigo natural).
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Insetos vivos
Inseticida biológico

Todas as culturas com ocorrência do alvo biológico

Calda Terrestre Dosagem
Euschistus heros (Percevejo marrom)

Tipo: Sachê
Material: Papelão biodegradável
Capacidade: 5.000 parasitóides.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto TELPER (Telenomus podisi) é um agente de controle biológico utilizado no controle do percevejomarrom-da-soja (Euschistus heros) em todas as culturas com ocorrência do alvo biológico.

MODO DE AÇÃO

Após a liberação no campo, as fêmeas do Telenomus podisi detectam os ovos dos percevejos onde depositam seus ovos, ou seja, dentro dos ovos dos percevejos interrompendo o desenvolvimento da praga. As larvas do Telenomus podisi se alimentam do conteúdo interno dos ovos que posteriormente tornam-se de coloração escura e dão origem a novas vespas Telenomus podisi ao invés de novos percevejos. Estas vespas irão parasitar novos ovos de percevejos, diminuindo assim a população da praga.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não determinado por ser agente biológico de controle

LIMITAÇÕES DE USO

Os parasitoides devem ser acondicionados em temperatura ambiente (acima de 25°C) para que a emergência dos adultos ocorra dentro da data estimada. Não deve ser utilizado juntamente com inseticidas químicos não seletivos. O Telenomus podisi (TELPER) não apresenta efeito fitotóxico. Trata-se de um Agente de Controle Biológico. Não há probabilidade de desenvolvimento de resistência para o uso deste tipo de tecnologia.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir na sistemática de inspeção ou monitoramento e controle de pragas, quando a infestação atingir o limite de prejuízo econômico, outros métodos de controle de pragas (Ex. : controle cultura, biológico, rotação de inseticidas, acaricias, etc.), visando o programa de Manejo Integrado de Pragas.

Não há registro de desenvolvimento de resistência ao parasitismo e a predação por inimigos naturais.