Frequência de chuva aumenta no Rio Grande do Sul

Chuva

Frequência de chuva aumenta no Rio Grande do Sul

Desenvolvimento de sistemas de baixa pressão causou pancadas de chuva sobre o Rio Grande do Sul
Por:
7 acessos

O desenvolvimento de sistemas de baixa pressão causou pancadas de chuva sobre o Rio Grande do Sul. Os maiores acumulados aconteceram fora das áreas produtoras de arroz e chegaram aos 65 milímetros em Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. Na Planície Costeira Externa, choveu pouco mais de 5 mm em Torres, enquanto que na Fronteira Oeste, o acumulado chegou aos 10 mm em Uruguaiana.

Antes desta precipitação, outro episódio de chuva aconteceu entre os dias 15 e 16. Na soma dos dois eventos, o acumulado variou entre 40 mm e 70 mm na Fronteira Oeste e Região Central, passou dos 70 mm na Planície Costeira Externa e oscilou entre 20 mm e 40 mm na Campanha, Zona Sul e Planície Costeira Interna. A umidade do solo está elevada na maior parte do Rio Grande do Sul. A exceção fica por conta da Zona Sul, onde, apesar da chuva, a capacidade está na casa dos 50%.

Nos próximos dias, a chuva torna-se frequente, atingindo boa parte do Estado até a terça-feira da próxima semana (dia 30). Embora, a simulação GFS indique acumulados entre 50 mm e 100 mm na Metade Norte do Rio Grande do Sul, é possível que a precipitação mais intensa aconteça fora das áreas produtoras de arroz, ao longo da divisa com Santa Catarina. A temperatura permanecerá mais baixa, seja pela presença de massas de ar frio ou pela grande quantidade de nuvens. Mas não há previsão de extremos de frio.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink