Frio e chuva ao Sul, chuvas bem distribuídas ao Norte
CI
Imagem: Arquivo
AGROTEMPO

Frio e chuva ao Sul, chuvas bem distribuídas ao Norte

Frente fria permanece no Sul do país, derrubando as temperaturas nos próximos dias
Por: -Aline Merladete

Nesta quarta-feira (05/05) há poucas mudanças no comportamento do tempo. Temos ainda um padrão mais seco na parcela central do Brasil, entre o centro-oeste, sudeste e parte do nordeste. E ao mesmo tempo as chuvas bem distribuídas na faixa norte e norte do nordeste brasileiro. O destaque ao sul permanece para a frente fria, que ainda atua de forma significativa, mas restrita à algumas localidades. 

Nos próximos dias as chuvas mais intensa seguirão na faixa norte do país, principalmente entre o nordeste do AM, grande parte de RR e do AP, além do norte do PA. Também em parte do MA, PI, CE, RN, da PB e litoral entre AL e RN, os acumulados podem ser superiores aos 50 mm. Com o avanço do sistema frontal pelo RS, os acumulados de chuva devem ser significativos, acima dos 60 mm, mas que neste mesmo período em pontos do nordeste do RS e sul de SC a chance de chuva é pequena. Já na parcela central do Brasil, a massa de ar seco continua atuando sem perspectiva de chuvas para os próximos dias.

Saiba como fica o tempo para cada região: 

Região Norte
Além da forte influência termodinâmica, ou seja, o forte calor e a grande quantidade de umidade disponível no ar, nesta quarta feira as instabilidades de altitude também auxiliam na formação de temporais em parte da região. Desta forma são esperadas pancadas de chuvas entre o AC, AM, RR, região do Baixo Amazonas ao noroeste do PA, e de forma mais isolada ao sul do estado do PA. Já na metade sul do estado do TO o tempo ficará firme, devido a atuação da massa de ar seco, mas não são descartadas pancadas de chuva ao norte do estado. Ao passo que no estado do AP e norte do PA os acumulados podem atingir a marca dos 40 mm, de forma localizada,  no decorrer do dia, sob a influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). 

Região Nordeste
De maneira geral, o tempo será mais seco no interior da região, especialmente no oeste e sul da BA e sul do PI e sul do MA. Porém, a influência da ZCIT na faixa norte dos estados do MA, PI, CE e RN  favorece para a formação de nuvens carregadas e há condições para chuvas localmente fortes, provocando acumulados superiores aos 30 mm ao norte do PI. Outra contribuição para as chuvas na região nordeste, fica para a influência dos ventos que sopram de leste, carregando a umidade do mar para a costa da região, assim entre o leste da BA, e litoral de SE, AL, PB, PE até o RN há condições para pancadas isoladas, rápidas e passageiras, sobretudo na região do Recôncavo Baiano até o RN.  

Região Centro-Oeste
Em praticamente todas as áreas da região ficará sob o domínio da massa de ar seco e sem condições para a formação de nuvens carregadas. Porém, devido à influência da umidade amazônica, na grande região de Aripuanã ao Norte Mato-Grossense há condições para pancadas de chuvas isoladas e mal distribuídas, mas sem provocar acumulados expressivos. Vale ressaltar o estado de atenção para os baixos índices de umidade relativa do ar, que pode ficar abaixo dos 30% em áreas do sul do GO e MS e com temperaturas acima dos 35°C no período da tarde na faixa norte e oeste do MS. 

Região Sudeste
Tempo seco em toda a região sudeste. Até mesmo a influência da circulação marítima será mais branda nesta quarta-feira, há condições para uma maior variação de nebulosidade entre a grande região do Vale do Mucuri ao norte de MG e ES. Novamente o dia será marcado por manhãs amenas, com temperaturas próximas dos 16°C no oeste de SP e região central de MG; e próximo dos 10°C nas áreas serranas entre MG, SP e RJ. No entanto, os termômetros seguem em rápida elevação no período diurno, e as temperaturas máximas podem superar os 33°C no oeste paulista, triângulo e norte mineiro. 

Região Sul
O leve avanço  da frente fria na região, mantém o sistema ainda  restrito ao estado do RS, especialmente na faixa norte, mas poderá atingir também o sul de SC, na região de Criciúma e parte da serra catarinense. Há condições para chuvas fortes, acompanhadas de raios, vendavais e eventual queda de granizo. Esses acumulados poderão se aproximar dos 60 mm pontualmente, especialmente na parcela central do estado gaúcho e sul de SC. Porém, a frente fria não avança de forma significativa, desta forma entre o norte de SC e PR, há poucas condições para chuva, bem como no extremo sul do RS. O destaque fica para o avanço da massa de ar polar na retaguarda do sistema, que desde o dia anterior derrubou as temperaturas ao sul do RS e na tarde desta quarta-feira colocará as temperaturas em declínio no estado de SC. 

Veja os mapas de como ficam as temperaturas e as chuvas:

Chuva:

Temperatura Máxima:


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink
Previsão do tempo
Na sua cidade
Notícias