Negociações para a exportação brasileira

Por:
79 acessos

E a delegação brasileira que foi tratar, ou retratar, as negociações da carne brasileira nos Estados Unidos e no México, retornou vitoriosa.

O Ex-Ministro Francisco Turra esteve com uma missão para esclarecer os aspectos do que eu já diria, nossa superada crise da carne, pois os responsáveis técnicos dos nossos clientes internacionais, a partir dos esclarecimentos e da prontidão das ações do Ministério da Agricultura do Brasil, das embaixadas brasileiras e de entidades e pessoas como o próprio Francisco Turra, Presidente da Associação Brasileira da Proteína Animal (ABPA), já compreenderam ser o produto brasileiro saudável e seguro.

Francisco Turra me disse: "o mercado norte americano permanece firme". Ressaltou o trabalho da Embaixada e do MAPA no México, e acrescentou que a agenda foi extensa e que avançaram os termos para a retomada dos embarques da carne de frango.

Também, nesta missão, o pessoal do arroz acompanhou. Existem ótimas perspectivas para a exportação do arroz brasileiro já em curto prazo, o que é muito bom para os produtores brasileiros, o melhor arroz do mundo.

O importante nessa jornada foi a integração de agentes. Foi a iniciativa privada, aliada com o governo, e quando essas alianças saudáveis ocorrem, poderíamos utilizar uma velha palavra de ordem das resistências, "a cadeia produtiva unida, jamais será vencida".

E, genial a ideia de irem juntos a proteína animal e todo o negócio do arroz brasileiro, que precisa, e deve sim, buscar atuar também nos mercados globalizados. Não há nada mais local, tudo virou global e todo global depende de qualidade local e comprometimento saudável.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink