O que o professor e os estudantes de ciências agrárias precisam saber

Por: Alexander Silva de Resende
48 acessos

Historicamente, as Universidades brasileiras que formavam agrônomos, veterinários, engenheiros florestais e tantos outros, recebiam estudantes, cuja grande maioria, tinham suas origens em ambientes rurais. Dessa forma, a maior parte já vinha com uma boa prática de manejo animal, produção agrícola ou florestal.... tinham a sensibilidade mais aguçada para o ambiente rural. Pois eram de lá!!! Assim, toda a base das disciplinas, focava no aperfeiçoamento, na base conceitual, enfim, já se partia do pressuposto que os estudantes já conheciam muito do ramo, mas precisavam ser lapidados com conhecimentos técnicos para aperfeiçoar uma prática já existente. Naquele tempo, disciplinas teóricas eram suficientes...   

O perfil mudou muito e, claro, isso ainda varia de curso para curso, Universidade para Universidade... Temos hoje muitos alunos oriundos de ambientes urbanos, que possuem pouco contato com o ambiente rural e muitas vezes chegam na Universidade sem conhecer uma planta de soja, algodão, eucalipto, etc., sem saber fazer uma cerca, ordenhar uma vaca, os efeitos das cheias de um rio, dos terraços e da erosão, etc... Certamente isso gera a necessidade de alterarmos a forma de lecionar. A parte prática, por mais complexa que seja de ser lecionada em uma Universidade, é fundamental nos dias de hoje e lecionar teoria e prática de forma equilibrada, se faz necessário para atender essa nova realidade.

O papel do professor mudou muito. Antes, somente o professor e a biblioteca detinham o conhecimento, hoje além desses, o google!!! No celular de todos eles!!!! Tem muita informação de muitas formas na inetrnet e que precisam ser trabalhadas para estimularmos esses estudantes a usarem essa ferramenta fantástica, só que de forma certa. O professor deve se adaptar e usar mais isso, mostrando o que é bom para os alunos!

Fácil não é, mas identificado o problema, cabe a cada um de nós dar sua contribuição.

Um forte abraço!

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink