O CIRCULO VIRTUOSO NA PROPRIEDADE RURAL

O CIRCULO VIRTUOSO NA PROPRIEDADE RURAL

Por:
413 acessos

O CIRCULO VIRTUOSO NA PROPRIEDADE RURAL

Plantar, Criar e Controlar. Esta é a Lei, para as propriedades rurais virtuosas!

Os produtores rurais virtuosos sabem quão importante é PLANTAR com as melhores técnicas Agrícolas, CRIAR com as melhores práticas Zootécnicas e CONTROLAR com as melhores ferramentas de controles.

Uma boa gestão compreende este tríplice aspecto.

Os produtores rurais, em geral, sempre foram abertos e sequiosos por inovação tecnológica tanto na Agricultura quanto na Pecuária. Desde o advento do Plantio Direto na Palha, até a escolha das melhores cultivares, desde o advento do pastoreio rotatínuo até as integrações de Lavoura/Pecuária/Florestamento, elevaram os produtores rurais à um patamar de produtividade, considerados excelentes.  Todavia, alguns outros produtores, sempre apresentaram uma certa resistência às práticas de controles, em especial os financeiros.

Não por acaso, que os produtores rurais, considerados de sucesso, têm atingido as melhores performances de produtividade tanto na agricultura como na pecuária.

Paradoxalmente, nem todos os produtores citados acima, possuem resultados econômicos satisfatórios. Alguns, e não poucos, estão passando por situações econômicas e financeiras lastimáveis, devido à falta de algumas (ou quase todas) técnicas de avaliação. Mesmo que os produtores rurais possuam registros do fluxo de caixa e com saldo positivo, não significa e não é suficiente para afirmar que estejam ganhando dinheiro ou que suas atividades sejam lucrativas e rentáveis.

Para tanto, é imperativo que o produtor rural avalie e desempenho no seu negócio, a partir de alguns instrumentos de medição e aferição tais como: DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício) e Balanço Patrimonial.

No DRE, os indicadores evidenciados na ferramenta são:

  • Lucratividade, Indica o resultado operacional, ou seja o Lucro medido em realção à geração de Renda da Atividade;
  • Rentabilidade, Indica a remuneração do capital investido no negócio, ou seja, o Lucro Líquido medido em relação ao Capital Investido para exploração da atividade;
  • Participação dos Custos Fixos no negócio. Este último, via de regra, é o que viabiliza ou inviabiliza um negócio.

No Balanço Patrimonial, os indicadores evidenciados na ferramenta são:

  • CCL - Capital Circulante Líquido, que significa a disponibilidade de recursos após a liquidação dos compromissos de curto prazo;
  • ILC – Indice de Liquidez Corrente, que mede a capacidade de pagamento dos compromissos no curto prazo;
  • ILG – Indice de Liquidez Geral, que mede a capacidade de pagamento dos compromissos no longo prazo;
  • Grau de Endividamento, que significa quanto do Patrimônio está comprometido com terceiro
  • Grau de Imobilização, que significa quanto do Patrimônio está imobilizado.

Certamente, caro produtor rural, se você plantar de acordo com as melhores técnicas agrícolas, criar de acordo com as melhores práticas e avaliar seu negócio segundo estes indicadores, poderás saber o quanto seu negócio é viável.

Rogério Bastos é economista e consultor de gestão empresarial rural

Desenvolvedor do Aplicativo Praxiagro - Gestão estratégica de custos e indicadores de desempenho.

Contatos: e-mail: rsrural.rogerio@gmail.com WhatsApp (55) 99971-6671


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink