Importância

Agronegócio

Importância

Importância Econômica
Por: -José Luis da Silva Nunes
28298 acessos

Importância Econômica

Os fatores que contribuíram para que a soja se estabelecesse como uma importante cultura no Brasil são muitos. Para a Região Sul do país podem-se destacar as seguintes causas:

1. Semelhança do ecossistema do sul do Brasil com aquele predominante no sul dos EUA, favorecendo o êxito na transferência e adoção de variedades e outras tecnologias de produção;

2. Estabelecimento da "Operação Tatu" no RS, em meados dos anos 60, cujo programa promoveu a calagem e a correção da fertilidade dos solos;

3. Incentivos fiscais disponibilizados aos produtores de trigo nos anos 50, 60 e 70 beneficiaram igualmente a cultura da soja, que utiliza, no verão, a mesma área, mão de obra e maquinaria do trigo cultivado no inverno;

4. Mercado internacional em alta, principalmente em meados dos anos 70;

5. Substituição das gorduras animais (banha e manteiga) por óleos vegetais;

6. Estabelecimento de um importante parque industrial de processamento de soja, de máquinas e de insumos agrícolas na região;

7. Facilidades de mecanização total da cultura;

8. Surgimento de um sistema cooperativista dinâmico e eficiente, que apoiou fortemente a produção, a industrialização e a comercialização das safras;

9. Estabelecimento de uma bem articulada rede de pesquisa de soja envolvendo os poderes públicos federais e estaduais;

10. Melhorias nos sistemas viário, portuário e de comunicações, agilizando o transporte e as exportações.

Já para a região dos cerrados brasileiros destacam-se como causas para a expansão da produção da soja:

1. Construção de Brasília na região que determinaram melhorias na infra-estrutura regional;

2. Incentivos fiscais disponibilizados para a abertura de novas áreas de produção agrícola para a aquisição de máquinas e construção de silos e armazéns;

3. Estabelecimento de agroindústrias na região;

4. Baixo valor da terra na região, comparado ao da Região Sul, nas décadas de 1960/70/80;

5. Desenvolvimento de um bem sucedido pacote tecnológico para a produção de soja na região, com destaque para as novas cultivares adaptadas à condição de baixa latitude da região;

6. Topografia altamente favorável à mecanização;

7. Boas condições físicas dos solos da região;

8. Melhorias no sistema de transporte da produção regional;

9. Bom nível econômico e tecnológico dos produtores de soja da região;

10. Regime pluviométrico da região altamente favorável aos cultivos de verão.

 

Impactos

A revolução socioeconômica e tecnológica protagonizada pela soja no Brasil Moderno pode ser comparada ao fenômeno ocorrido com a cana de açúcar, no Brasil Colônia e com o café, no Brasil Império/República. Em 2008 a soja foi responsável por quase 15% das receitas cambiais brasileiras.

Abrindo fronteiras e semeando cidades, a soja liderou a implantação de uma nova civilização no Brasil Central, levando o progresso e o desenvolvimento para uma região despovoada e desvalorizada, fazendo brotar cidades no vazio dos Cerrados e transformando os pequenos conglomerados urbanos existentes, em metrópoles.

O explosivo crescimento da produção de soja no Brasil, de quase 260 vezes no transcorrer de apenas quatro décadas, determinou uma cadeia de mudanças sem precedentes na história do País. Foi a soja, inicialmente auxiliada pelo trigo, a grande responsável pelo surgimento da agricultura comercial no Brasil. Também, ela apoiou ou foi a grande responsável pela aceleração da mecanização das lavouras brasileiras, pela modernização do sistema de transportes, pela expansão da fronteira agrícola, pela profissionalização e pelo incremento do comércio internacional, pela modificação e pelo enriquecimento da dieta alimentar dos brasileiros, pela aceleração da urbanização do País, pela interiorização da população brasileira (excessivamente concentrada no sul, sudeste e litoral do Norte e Nordeste), pela tecnificação de outras culturas (destacadamente a do milho), bem como impulsionou e interiorizou a agro-indústria nacional, patrocinando a expansão da avicultura e da suinocultura brasileiras.

 

Perspectivas

Embora as estimativas que se faz do futuro, tomando como referência as tendências dos cenários presentes, dificilmente se realizarão com a precisão prospectada, suas indicações são úteis, mesmo quando os novos cenários não apresentam aderência total com os projetados.

Em realizando uma análise prospectiva sobre o dinâmico agronegócio da soja brasileira e tomando como referência a realidade atual, parece pertinente afirmar que:

- Crescerá o consumo e consequentemente a demanda por soja no mundo, pois a população humana continuará aumentando;

- Os usos industriais não tradicionais da soja, como biodiesel, tintas, vernizes, entre outros, aumentarão a demanda do produto;

- O consumo interno de soja deverá crescer, estimulado por políticas oficiais destinadas a aproveitar o enorme potencial produtivo do País, que está excessivamente dependente do mercado externo;

- A produção dos nossos principais concorrentes (EUA, Argentina, Índia e China) tenderá a estabilizar-se por falta de áreas disponíveis para expansão em seus territórios.

Feitas essas considerações, parece racional acreditar positivamente no futuro da produção brasileira de soja, de vez que, dentre os grandes produtores mundiais da oleaginosa, o Brasil figura como o país que apresenta as melhores condições para expandir a produção e prover o esperado aumento da demanda mundial. Este País possui, apenas no ecossistema dos Cerrados, mais de 50 milhões de hectares de terras ainda virgens e aptas para a sua imediata incorporação ao processo produtivo da soja. Com exceção, talvez, da Argentina, que ainda poderá crescer até um máximo de dez milhões de hectares, a área cultivada com soja nos EUA, na China e na Índia, que juntos com o Brasil produzem mais de 90% da soja mundial, só crescerá se diminuírem as áreas de outros cultivos. Sua fronteira agrícola está esgotada.

 

José Luis da Silva Nunes

Eng. Agrº, Dr. em Fitotecnia


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink