Safra de grãos 19/20 deve ser recorde

PRIMEIROS NÚMEROS

Safra de grãos 19/20 deve ser recorde

Primeiro boletim divulgado pela Conab aponta produção de 245 milhões de toneladas
Por: -Eliza Maliszewski
3422 acessos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou, agora há pouco, o 1º levantamento da safra de grãos 2019/2020. A projeção é de que os produtores brasileiros colham cerca de 245,8 milhões de toneladas, um aumento de de 1,6% ou 3,9 milhões de toneladas, comparando com a safra passada. 

Isso representa um recorde. Milho, soja e arroz devem ter aumento já o feijão deve ter queda devido a condições climáticas e perda de espaço para o cultivo de outras culturas. A área plantada também deve ter um pequeno aumento. A expectativa é que sejam cultivados 63,9 milhões hectares, uma variação positiva de 1,1% em comparação à safra passada. A produtividade estimada pela Conab leva em conta condições normais de rendimentos e baseada em dados de séries históricas, estando sujeitas a interferências durante a safra.

Confira como deve ser o desempenho de cada cultura:

Milho - A primeira safra tem produção estimada em 26,3 milhões de toneladas, 2,5% superior à de 2018/19, com um crescimento de 1% na área, totalizando 4,14 milhões hectares. Já o milho segunda safra, que representa cerca de 70% do total do grão, começará a ser plantado após a colheita da soja, que está vigente no momento. 

Soja -  Tendência de crescimento na área cultivada e crescimento de 1,9% em relação aos números anteriores, com 120,4 milhões de toneladas.

Feijão - Primeira safra indica redução de 3,9% na área a ser cultivada. Neste momento, a cultura perde espaço para o milho e a soja, que apresentam melhor rentabilidade. 

Arroz - Tem uma produção de 10,6 milhões de toneladas, 1,9% superior à de 2018/19, mesmo com redução de 0,6% na área a ser cultivada, totalizando 1,7 milhão de hecatares.

Algodão - Houve um pequeno acréscimo de 1,2% na área, alcançando 1,6 milhão de hectares.

Trigo - A safra 2019 ainda não foi totalmente colhida e a projeção é que este cereal alcance cerca de 5,1 milhões de toneladas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink