Ainda sobre a rentabilidade da safra 2021/22
CI

Ainda sobre a rentabilidade da safra 2021/22

Por:

A rentabilidade desta nova safra de verão, assim como a de trigo que vem sendo colhida, pode ser vista por outro ângulo: a perda do valor real de seus preços, diante da enorme inflação que estamos tendo. No caso da soja, o preço médio no balcão gaúcho fechou o mês de outubro em R$ 162,47/saco. No ano passado, nesta época, este preço estava em R$ 156,67/saco.

Assim, em termos nominais houve um aumento anual de apenas 3,7%, ou seja, bem abaixo da inflação oficial (IPCA), que está em 10,25% em 12 meses, e muitíssimo abaixo do aumento dos custos de produção entre as safras. Mas em termos de preço real a perda é bem maior. Considerando o IGP-M, o qual leva em conta os preços das commodities, para manter o mesmo valor de compra do final de outubro do ano passado, o saco de soja no balcão gaúcho deveria estar valendo, hoje, R$ 189,49. Ou seja, em termos de preço real o produtor de soja está perdendo R$ 27,02/saco em comparação a capacidade de compra que o produto possuía um ano atrás. No caso do milho, a situação é melhor, porém, longe de ser tranquila.

Seu preço médio atual gira, no Estado, ao redor de R$ 83,89/saco. No ano passado, nesta época, este preço estava em R$ 69,15. Isso significa que nominalmente o preço do cereal, em 12 meses, subiu 21,3%, superando largamente a inflação oficial no período, porém, ainda bem abaixo da elevação do custo de produção entre as duas safras. Já em termos reais, o preço atual do milho, para manter o mesmo poder de compra de um ano atrás, deveria estar em R$ 83,64/saco. Portanto, o cereal está tendo um pequeno ganho real, de alguns centavos por saco, em 12 meses.

Já o trigo batia em R$ 83,40/saco no final de outubro. Um ano atrás o mercado gaúcho pagava R$ 76,50/saco. Isso significa que houve um aumento nominal, no seu preço, de 9% em 12 meses. Abaixo da inflação oficial e do aumento dos custos de produção. Para manter o poder de compra de um ano atrás, o trigo deveria estar em R$ 92,52/saco. Portanto, na prática, em termos reais, o preço do trigo atualmente está quase 10 reais abaixo do que deveria estar.  


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.