Brasil precisa estar atento aos mercados emergentes no mundo

Agronegócio

Brasil precisa estar atento aos mercados emergentes no mundo

Especialista vai apresentar tendências da agricultura na Abertura Oficial da Colheita do Arroz
Por:
549 acessos

O papel da agricultura é fundamental em um cenário de transformações que o mundo vive neste novo milênio. Crescimento populacional e de renda nos países emergentes fazem com que o agricultor ganhe destaque na sociedade pela importância na produção de alimentos em um mercado cada vez mais exigente. Este será o tema apresentado pelo chefe da Secretaria de Inteligência e Macroestratégia da Embrapa, Elisio Contini, na sexta-feira, dia 19 de fevereiro, às 17h, na 26ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, em Alegrete (RS), realizada no Parque Doutor Lauro Dornelles.

Pesquisador, com doutorado e pós-doutorado na França e Alemanha, Contini afirma que o objetivo é apresentar as tendências da agricultura mundial e como as regiões devem se adaptar aos novos contextos. No caso do arroz, o especialista avalia que o produto é visto para muitos países em desenvolvimento como estratégico para a segurança alimentar e que o Brasil deve olhar os mercados potenciais para a exportação. "Se quisermos uma evolução, precisamos marcar nossa presença no mercado internacional. E o potencial da exportação com a manutenção do dólar nos patamares atuais deve contribuir", avalia.

No entanto, o dirigente da Embrapa alerta que outros países devem entrar acirradamente na competição por estes mercados. Cita como exemplo a Argentina, que com as mudanças na política econômica deve ter um crescimento na participação de embarques, assim como o Uruguai, que já está com sua economia ajustada, pode fazer frente como concorrente de produtos agropecuários. "Temos competidores fortes e se não fizermos o dever de casa podemos perder este potencial", salienta.

Contini ressalta que a evolução tecnológica também vai contribuir com o crescimento da agricultura no mundo. Com temas como sustentabilidade em pauta, cada vez mais o setor será demandado não só para a produção de alimentos como também para outras atividades. "A agricultura é o setor que pode mais contribuir com o mundo. O uso dos produtos agrícolas na saúde humana já está sendo estudado e deve ser uma realidade em pouco tempo. Nos próximos anos, produtos vindos da agricultura vão ser componentes de antibióticos", acredita.

O evento, que ocorre de 18 a 20 de fevereiro, é organizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e Associação dos Arrozeiros de Alegrete, com o apoio do Sindicato Rural de Alegrete e da Prefeitura Municipal de Alegrete. Mais informações podem ser obtidas no site www.colheitadoarroz.com.br.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink