Variação espacial na produtividade de milho safrinha devido aos macronutrientes e à população de plantas

Milho safrinha

Variação espacial na produtividade de milho safrinha devido aos macronutrientes e à população de plantas

Variação espacial na produtividade de milho safrinha
Por:
178 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

É importante considerar as produções agrícolas com ênfase no conceito de sustentabilidade e, nesse sentido, é fundamental o conhecimento das variações espaciais e temporais dos fatores de produção e o manejo das lavouras considerando essa variabilidade. O objetivo do presente trabalho foi definir unidades de gerenciamento em uma gleba agrícola cultivada com milho safrinha, considerando as variações espaciais nos teores de macronutrientes e na saturação por bases no solo, bem como suas interações com as produtividades de grãos e as respectivas populações de plantas normais. Os resultados obtidos permitiram estimar os teores de fósforo, potássio, cálcio, magnésio e a saturação por bases no solo e, assim, estabelecer unidades de gerenciamento da fertilidade no solo a partir da amostragem de plantas normais e produtividade de grãos. Sugere-se que a definição de zonas de manejo pelo estudo da interação entre a produtividade de grãos e a população de plantas normais é importante ferramenta para a orientação da amostragem de solo.

Veja o artigo na integra clicando aqui.

Autores: José Paulo Molin, Pedro Abel Vieira Junior, Durval Dourado Neto, Gustavo Di Chiacchio Faulin e Leonardo Mascarin

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink