Calagem - Tipos de corretivos de acidez do solo
CI
Calagem

Calagem - Tipos de corretivos de acidez do solo

Conheça os diferentes tipos de corretivos de acidez do solo.
Por:

Ao realizarmos a calagem, o produto mais comumente utilizado é o calcário, porém podemos utilizar outros produtos para neutralizar a acidez do solo. Estes produtos possuem a característica de diminuir os teores de H+ e Al3+ na solução do solo, substituindo-os por cátions básicos.

 

Calcário agrícola

É o produto mais utilizado na correção de acidez, criando condições favoráveis para a fertilidade do solo. O calcário é obtido pela moagem de rochas calcárias compostas por carbonato de cálcio (CaCO3) e carbonato de magnésio (MgCO3). Em função do teor de MgO e CaO, os calcários são classificados em:

  • calcíticos: 1% a 5% de MgO e 45% a 55% de CaO
  • magnesianos: 5% a 12% de MgO e 40% a 42% de CaO
  • dolomíticos: 13% a 21% de MgO e 25% a 35% de CaO

O teor de magnésio é determinante na escolha de um produto, em solos deficientes em cálcio e com bons teores de magnésio, optamos pelo calcário calcítico. Já em solos deficientes em magnésio, optamos pelo dolomítico. Para manter a relação entre ambos os nutrientes, podemos misturar o dolomítico e calcítico. Em função da natureza geológica, os calcários são também classificados em sedimentares e metamórficos. Os primeiros são mais friáveis ou “moles” e os últimos são mais “duros”, porém, quando bem moídos apresentam comportamento agronômico semelhante.

Como o CO3 é uma base fraca, a formação de íons OH- é lenta, sendo recomendado a aplicação com antecedência de pelo menos 30 dias ao plantio, além da necessidade de um adequado teor de água para a ação deste produto.

 

Cal virgem (óxido)

Produto obtido industrialmente pela calcinação ou queima completa do calcário, com emissão de CO2. Seus constituintes são o óxido de cálcio (CaO) e o óxido de magnésio (MgO), e se apresenta como pó fino. 

A cal virgem é um corretivo de ação imediata, e pode causar prejuízos as sementes, plântulas e aos microrganismos do solo através da geração de calor. Para evitar estes problemas, devemos aplicar a cal virgem com antecedência ao plantio. Ao aplicarmos, a água do solo é absorvida, formando grânulos endurecidos. A cal virgem dolomítica pode apresentar 60% de CaO e 30% de MgO, e um PRNT de cerca de 180%.

Quanto ao PRNT, como a cal virgem possui um PRNT mínimo de 120%, a quantidade deste corretivo será menor do que a quantidade apontada pelo cálculo. Usando o fator de correção, a quantidade aplicada será multiplicada por 0,83 devido ao valor do PRNT. Assim, uma quantidade de 4 t/ha apontada pelo cálculo, deverá ser multiplicada por 0,83, resultando em uma aplicação de 3,32 t/ha. 

Para ser comercializada, a legislação brasileira prevê que a cal virgem deve possuir no mínimo 125% de Poder de neutralização (PN) de 125%, PRNT de 120% e soma de CaO + MgO de 68%.

 

Cal hidratada (hidróxido)

Este produto é resultante da hidratação da cal virgem. O hidróxido de cálcio se apresenta na forma de um pó branco, com pureza de 95%, que em contato com a umidade do ar pode acontecer a carbonatação.

Como é um pó muito fino, a ação é imediata, e a aplicação a lanço não é muito fácil. 

Conforme a legislação, deve apresentar garantias mínimas de Poder de neutralização (PN) de 94%, PRNT de 90% e soma de CaO + MgO de 50%.

 

Calcário calcinado

Produto obtido industrialmente pela calcinação parcial do calcário. Pode ser calcítico, magnesiano ou dolomítico. Apresenta características intermediárias ao calcário e a cal virgem. Sua ação neutralizante é devida à base forte OH- e a base fraca CO32-.

 

Escórias de siderurgia (silicato)

Subproduto da indústria do ferro e do aço. Seus constituintes são o silicato de cálcio (CaSiO3) e o silicato de magnésio (MgSiO3-). Estes produtos possuem o mesmo comportamento do calcário e contém teores relativamente elevados de micronutrientes (cálcio, magnésio, cobre, ferro, manganês e silício), mas não tem sido usados.

Os silicatos devem apresentar algumas características para o uso agrícola como facilidade de aplicação no solo, boa concentração de silício solúvel, bons teores de cálcio e magnésio, baixa concentração de metais pesados e preço compatível. As escórias possuem granulometria fina, o que confere uma maior reatividade no solo.

A solubilidade destes materiais é bastante variável. Escórias de alto-forno apresentam altas teores de silício e baixa solubilidade, ao passo que as escórias de aciária possuem menores teores do micronutriente, e maior solubilidade. Escórias da produção de aço inox são as que apresentam o silício com maios solubilidade.

 

Carbonato de cálcio

Produto obtido pela moagem de margas (depósitos terrestres de carbonato de cálcio), corais e sambaquis (depósitos marinhos de carbonato de cálcio, também denominados de calcários marinhos). Sua ação neutralizante é semelhante à do carbonato de cálcio dos calcários.

 

Para complementar o entendimento do conteúdo, sugerimos assistir ao vídeo abaixo do canal "AgroBrasil", em que o Engenheiro Agrônomo Jonathan Basso responde se todos produtos com cálcio corrigem acidez.

 

 

Continue lendo

Calagem - O que é a acidez e calagem do solo

Calagem - Características dos corretivos de acidez do solo

Calagem - Aplicações dos corretivos de acidez

Calagem - Critérios para a recomendação

 

Ecila Maria Nunes Giracca - Eng. Agrª, Drª em Ciência do Solo

José Luis da Silva Nunes - Eng. Agrº, Dr. em Fitotecnia

Anderson Wolf Machado - Eng. Agrº


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.